Política

Tribunal mantém prisão de dois executivos da Odebrecht

Rogério Santos de Araújo e César Ramos Rocha foram detidos durante a nova fase da operação Lava-Jato

Por: Estadão Conteúdo

Oderbrecht
Sede da Oderbrecht em São Paulo: policiais federais foram até a empresa na manhã do dia 19 (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press/Folhapress)

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região rejeitou o pedido de habeas corpus para dois executivos da Odebrecht, Rogério Santos de Araújo e César Ramos Rocha, presos em caráter preventivo pela Erga Omnes, nova etapa da operação Lava-Jato.

+ Funcionários usam as redes sociais para apoiar a Odebrecht

A decisão é do desembargador João Pedro Gebran Neto, relator na corte de segunda instância das ações sobre corrupção na Petrobras - para o tribunal são dirigidos os habeas corpus contra decisões de primeiro grau, a Justiça Federal de Curitiba, base da Lava-Jato.

+ Lava-Jato: quem são e quanto cobram os defensores dos investigados

A Odebrecht nega envolvimento com o suposto cartel de empreiteiras em contratos da Petrobras e também afirma que nunca pagou propinas. A defesa dos executivos pode recorrer.

+ Confira as principais notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO