Transporte

Testamos o EasyShare e o resultado foi supreendente

Ferramenta de compartilhamento de corridas do aplicativo Easy Táxi é semelhante ao UberPOOL 

Por: Andreza Monteiro e Larissa Faria - Atualizado em

Easy Taxi imagem app atualizado
(Foto: Divulgação)

A ideia era simples: comparar os serviços de aplicativos que permitem um passageiro dividir um carro com outros usuários. Analisaríamos o UberPOOL, do Uber, e o EasyShare, da Easy Taxi. Ambas as ferramentas foram lançadas no fim de abril e permitem que o usuário peça o serviço de transporte e escolha se quer compartilhar a corrida, o que ajuda a poupar alguns reais.

Para o teste, a equipe solicitou duas corridas, uma pelo EasyShare e outra pelo UberPOOL, às 11h43 de quinta (12). O ponto de partida foi o prédio da Editora Abril, em Pinheiros, e o destino escolhido foi o Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. Percurso que soma cerca de 5 quilômetros.

Ao solicitar os serviços, a ferramenta do Uber informou que o carro levaria 3 minutos para recolher a reportagem no ponto de partida. O tempo estimado do concorrente EasyShare foi igual, mas, a partir daí, ocorreu uma série de (desagradáveis) surpresas. 

Enquanto o o carro do Uber chegou no horário previsto, a viagem pedida via Easy Táxi foi cancelada, obrigando VEJA SÃO PAULO a fazer uma nova solicitação. 

+ Testamos o novo uberPOOL

No pedido refeito às 11h46, a previsão estimada para a chegada do táxi foi de dois minutos. De fato, dentro desse intervalo de tempo o carro estacionou em frente ao edifício. O que não se esperava, no entanto, era o desconhecimento do taxista sobre a função EasyShare do aplicativo. O profissional afirmou que não havia sido informado pela empresa e que não sabia nada sobre o funcionamento da ferramenta. 

Easy share app
A opção EasyShare fica na parte inferior da tela na versão atual do aplicativo (Foto: Divulgação)

A reportagem, então, refez o pedido via aplicativo às 12h07. A previsão, mais uma vez, foi cumprida. O táxi que aceitou a solicitação chegou dentro dos três minutos estimados. Apesar de a função EasyShare estar habilitada para a corrida, o taxista da terceira tentativa também desconhecia a existência da nova ferramenta. Com a dificuldade de conseguir compartilhar a corrida com outros passageiros, VEJA SÃO PAULO questionou a empresa sobre os problemas encontrados para utilizar o EasyShare.

+ "Pensei que fossem me matar", diz motorista atacado por taxistas

A Easy Taxi esclareceu que a ferramenta está em uso, porém, ainda há uma pequena parcela de taxistas trabalhando com as corridas compartilhadas e a maioria, inclusive, realmente ainda não sabe que há esse tipo de serviço no aplicativo.

Ainda segundo a empresa, foi iniciado um processo de divulgação do EasyShare, inclusive com um tutorial de como ele funciona, com foco nos profissionais. A adaptação deve ser mais intensificada a partir do início do mês de junho.

Fonte: VEJA SÃO PAULO