Shows

Teresa Cristina mostra músicas do álbum 'Melhor Assim'

Confiante, cantora e compositora mostra que não se restringe ao rótulo de sambista

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

Teresa Cristina mostra músicas do álbum 'Melhor Assim'
Drible na timidez: a cantora exibe confiança ao passear por diversos gêneros musicais (Foto: Washington Possato)

Existe uma trajetória compartilhada por toda uma geração de músicos do Rio de Janeiro: eles se iniciaram na boemia da Lapa, desencavando pérolas de velhos bambas, depois passaram a arriscar temas próprios até firmar uma carreira autoral. Teresa Cristina é uma expoente desse grupo. Após diminuir o ritmo em razão do nascimento da filha Lorena, de 1 ano, a ex-manicure com nome de imperatriz retorna para mostrar ‘Melhor Assim’. Ao vivo, o CD e o DVD comprovam que a cantora e compositora não se restringe ao rótulo de sambista.

Acanhada no princípio da carreira, quando não raro cantava olhando para o chão, Teresa surge mais desenvolta no registro. “Apresentar-se por doze anos na noite ajuda a lidar com a timidez”, diz. Num dos números, a intérprete lança mão de plumas para entoar ‘A História de Lily Braun’, fogosa composição de Chico Buarque e Edu Lobo com tintas de jazz, blues e foxtrote. ‘Capitão do Mato’, de autoria própria, tem uma levada de baião. Está ao lado de trabalhos de Sidney Miller e Adriana Calcanhotto, bem como de parcerias com Edu Krieger e Lula Queiroga. O disco traz participações de Arlindo Cruz, Caetano Veloso, Lenine, Marisa Monte e Seu Jorge.

‘Melhor Assim’ também coincide com uma nova fase pessoal. Teresa Cristina saiu de Copacabana para voltar a morar na Vila da Penha, no subúrbio, perto da mãe. “Antes, para criar, tinha de estar sozinha, em silêncio. Hoje em dia me pego compondo enquanto troco fralda.” Oito músicos a acompanham.

Teresa Cristina. 10 anos. Sesc Pinheiros — Teatro Paulo Autran (1010 lugares). Rua Paes Leme, 195, Pinheiros, Tel.:(11) 3095-9400. Sábado (17), 21h; domingo (18), 18h. R$ 20,00. Bilheteria: 10h/21h30 (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. (R$ 5,00). Ingressos também no CineSesc e nas demais unidades do Sesc.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO