Cidade

Suplicy aceita convite de Haddad para assumir pasta de Direitos Humanos

Petista deixará o Senado neste mês depois de passar 24 anos na Casa como representante de São Paulo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

eduardo suplicy
Após 24 anos no Senado, Suplicy perdeu a eleição de 2014 para José Serra (Foto: Alice Vergueiro / Estadão Conteúdo)

O ex-senador Eduardo Suplicy afirmou que vai aceitar o convite do prefeito Fernando Haddad para assumir a Secretaria de Direitos Humanos da capital. Ele entra no lugar de Rogério Sotili, que deve permanecer na administração. Em seu perfil em uma rede social, Suplicy disse estar honrado com o convite."Estou muito feliz em poder colaborar com o prefeito Fernando Haddad, com quem tenho a maior afinidade", escreveu. 

+ Haddad deve trocar dez dos 27 secretários

Em 2014, Suplicy perdeu a disputa para a vaga de senador para José Serra (PSDB) após 24 anos no cargo legislativo. O seu plano inicial para este ano era voltar a dar aulas na USP Leste e escrever um livro sobre seu tempo no Senado. A procura pela discplina ministrada por ele foi tamanha, que a administração da Escola de Artes Ciências e Humanidades (EACH) transferiu as aulas para um auditório.

+ Confira as últimas notícias

O prefeito Fernando Haddad começou uma reforma em seu secretariado no fim do ano passado e começo deste ano. Uma das mudanças mais comentadas foi a entrada de Gabriel Chalita (PMDB) na Secretaria de Educação. A nomeação de Chalita, ex-secretário de Geraldo Alckmin (PSDB), foi vista como manobra para neutralizar o pemedebista Paulo Skaf, nome forte para a disputa eleitoral de 2016, e Marta Suplicy, ex-ministra da Cultura de Dilma, que saiu disparando contra quadros do partido e pode deixar o PT. 

Eduardo Porto, que comandava a pasta da Segurança Urbana, por sua vez, foi para a Corregedoria do município.

Fonte: VEJA SÃO PAULO