Litoral

"Sombras, a Nossa Tristeza É uma Imensa Alegria" tem alma lusitana

Encenado pela companhia portuguesa do Teatro Nacional São João, drama musical será exibido no Sesc Santos

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Litoral 2253
Companhia do Teatro Nacional São João, no Porto: volta ao Brasil com drama musical (Foto: João Tuna)

Sediada na cidade do Porto, a companhia do Teatro Nacional São João esteve no Brasil com “Madame” (2000) e “Turismo Infinito” (2009). O grupo, dirigido pelo português Ricardo Pais, leva agora o drama musical "Sombras, a Nossa Tristeza É uma Imensa Alegria" ao Sesc Santos — a montagem ainda pode ser conferida no Sesc Pinheiros neste sábado (21) e neste domingo (22). Repleta de lirismo e melancolia, a encenação evoca o imaginário do povo de Portugal e propõe um jogo de espelhos capaz de provocar identificação com o público brasileiro.

+ Especial: o melhor do litoral

+ Lugares românticos no Litoral Norte

+ Negócios imobiliários no litoral paulista: de Peruíbe a Ubatuba

A dramaturgia se constrói a partir de fragmentos literários de Alexandre O’Neill, António Ferreira, Almeida Garrett e Fernando Pessoa e complementa-se com as interpretações dos fadistas José Manuel Barreto e Raquel Tavares. Pais promove um híbrido de teatro, música e dança, aliado a projeções de imagens. O resultado é um espetáculo que enche os olhos e os ouvidos para, finalmente, tocar o coração. Os atores Emília Silvestre, Pedro Almendra e Pedro Frias, os bailarinos Carla Ribeiro, Francisco Rousseau e Mário Franco, além de seis instrumentistas sob a direção musical de Mário Laginha, completam o elenco.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO