teatro

Sesc Pompeia faz homenagem a Augusto Boal

Pompeia Conta Boal resgata a memória do dramaturgo do Teatro do Oprimido

Por: Milena Emilião - Atualizado em

Augusto Boal
O dramaturgo Augusto Boal, diretor da peça 'Fedra', no Teatro Arena, em fevereiro de 1986 (Foto: Paulo Marcos)

O diretor e dramaturgo Augusto Boal é o grande homenageado do Sesc Pompeia de novembro.

A unidade da zona oeste recebe atividades variadas que contam um pouco da tragetória pessoal, profissional e política do líder do Teatro de Arena de São Paulo. Boal (1931-2009) criou o Teatro do Oprimido, metodologia que alia teatro à ação social, e influenciou a criação artística de muitos profissionais da dramaturgia dos últimos anos.

Com curadoria de Sérgio de Carvalho (fundador da Companhia do Latão), de Cecilia Boal e do Sesc, a ação Pompeia Conta Boal é formada por um conjunto de encontros artístico-pedagógicos que apresentam o trabalho de Augusto Boal.

A homenagem tem leituras dramáticas, encontros e peça, e segue até o fim do mês, sempre no Sesc Pompeia.

Confira abaixo a programação completa do Pompeia Conta Boal:

Peça: ZUMBI

Zumbi - Pompeia Conta Zumbi
A montagem Zumbi, de João das Neves, é baseada no texto de Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri (Foto: Pedro Teixeira)

Escrita na época da regime militar por Augusto Boal e Gianfrancesco Guarnieri, Arena Conta Zumbi trata da luta dos Quilombolas de Palmares e sua resistência aos portugueses. Em Zumbi, releitura de João das Neves, o texto é encenado pela primeira vez por um grupo de dez atores negros a partir do sistema coringa (criado por Boal), no qual desaparece a noção do ator principal e os protagonistas são representados por todos os artistas.

Serviço: De 16/11 a 9/12. Sextas e sábados, às 21h. Domingos e feriados, às 19h. Duração: 125 minutos. 14 anos. R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

Ou, clique aqui.

 

LEITURAS

RENOVAÇÃO NA AMÉRICA DO SUL - Leitura cênica do texto de Augusto Boal. Direção de Sérgio de Carvalho (Companhia do Latão). Com Companhia do Latão e Coletivo de Cultura do MST (Jade Percussi e Ana Chã). Participantes convidados: João Pedro Stédile e Nelson Xavier. Dia 13/11, às 21h. 14 anos.  Grátis. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Bilheteria da unidade. Ingressos sujeitos à capacidade do local.

 

ARENA CONTA BOLÍVAR - Leitura cênica com a Companhia São Jorge de Variedades. Direção: Georgette Fadel. Participantes convidados: Jairo Arco e Flexa e Theo de Barros. Dia 14/11, às 21h. 14 anos. Grátis.

 

OPINIÃO DE BOAL - Leitura cênica a partir de escritos ficcionais e teóricos em torno de Feira Paulista de Opinião. Com Milton Gonçalves, Isabel Teixeira e Cecilia Boal. Direção de Marco Antônio Rodrigues. Dia 17/11, às 18h. 14 anos. Grátis.

 

HAMLET E O FILHO DO PADEIRO - Leitura cênica a partir do livro autobiográfico de Augusto Boal. Com Lima Duarte. Direção de Sérgio de Carvalho. Músico: Martin Eikmeier. Dia 23/11, às 19h. 14 anos. Grátis.

Arena Conta Zumbi - Boal - 1976
Cena da peça Arena Conta Zumbi, de Augusto Boal e direção de Gianfrancesco Guarnieri. Foto de 09/07/1976 (Foto: Chico Nelson)

PALESTRA E DEBATES

Teoria e Prática do Seminário de Dramaturgia do Arena: a utilidade da dialética Palestra com os dramaturgos Lauro César Muniz, Chico de Assis e Benedito Ruy Barbosa. Mediação de Sérgio de Carvalho. Dia 15/11, às 19h. 14 anos. Grátis. Retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Bilheteria da unidade (sujeitos à capacidade do local).

Boal, Cultura e Política: A partir de trechos de filmes, o escritor Izaías Almada, a professora Maria Sílvia Betti e o diretor teatral João das Neves debatem a relação entre cultura e política na obra de Augusto Boal. Mediação de Roberta Carbone. Edição do material: Luiz Cruz. Dia 22/11, às 21h. 14 anos. Grátis.

Debate e Cenas de Torquemada e A Exceção e a Regra: Apresentação de cenas das obras teatrais Torquemada, direção de Kelly di Bertolli, e A Exceção e A Regra, com Sergio Audi. Ambas as peças utilizam elementos do Teatro do Oprimido em suas composições. Debate com Márcia Pompeo, da Universidade do Estado de Santa Catarina. Dia 28/11, 21h. Não recomendado para menores de 14 anos. Grátis.

Cultura e Política Hoje: Debate com Paulo Arantes e José Antônio Pasta. Mediação: Priscila Matsunaga, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dia 29/11, às 21h. Espaço Cênico. 14 anos. Grátis.

 

ESPECIAL

Boal e a arte do ator: entre ser e não ser - Demonstração de técnicas dos laboratórios de atuação e de jogos para atores e não atores seguida de conversa com palestrantes convidados. Direção dos exercícios: Alessandra Vanucci. Com a Companhia dos Narradores e Companhia Estável. Mediação de Paula Chagas. Dia 24/11, às 19h. Espaço Cênico. 14 anos. Grátis.

Mostra de Filmes sobre Teatro do Oprimido - Exibição de trabalhos de Zelito Vianna, Fabian Boal e Nina Simões. Após a sessão, palestra com Geo Britto, do Centro de Teatro do Oprimido. Dia 28/11, às 19h. Espaço Cênico. 14 anos. Grátis.

Mostra de Filmes e debate sobre Teatro do Oprimido - Trabalhos de Joana Carneiro da Cunha (Um teatro em Campanha, sobre Jana Sanskrit), Teatro Invisível na Bélgica e Meu marido está a Negar (Moçambique) Palestrante: Geo Brito, Centro de Teatro do Oprimido. Dia 29/11, às 19h. 14 anos. Grátis.

 

WORKSHOP

Teatro do Oprimido Oficina a partir dos variados conceitos e proposições do Teatro do Oprimido - Com Julian Boal, pesquisador teatral ligado ao Teatro do Oprimido. Dias 29/11 e 30/11, das 15h às 18h. 25 vagas. 14 anos. R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino). R$ 5,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes).

Demonstração das nove técnicas de Teatro Jornal com utilização do noticiário atuaL - Com a Companhia do Feijão. Direção de Pedro Pires. Após a demonstração, debate com o filósofo e professor da UFRJ Marildo Menegatti. Dia 21/11, às 19h. 14 anos. Grátis.

+ Leia mais notícias sobre teatro

Fonte: VEJA SÃO PAULO