Memória

Exposição de fotos conta história da São Paulo Railway

Imagens foram adquiridas em um leilão na Inglaterra

Por: Mauricio Xavier - Atualizado em

Memória 2 (1)
Viajantes pegam carona em trem de carga no trecho Luz-Paranapiacaba no século XIX: a ferrovia ajudou no desenvolvimento da capital (Foto: Acervo Grupo TejoFran)

Inaugurada em 1867 com 139 quilômetros, a São Paulo Railway foi a primeira estrada de ferro paulista, entre Santos e Jundiaí. No fim do século XIX, serviu ao desenvolvimento da capitalal avancando a exportação de café, desovando levas de imigrantes e transportando materiais para os casarões que eram erguidos nos Campos Elíseos. “A metrópole nasceu com a ferrovia”, diz o professor Telmo Porto, do departamento de transportes da Escola Politécnica da USP.

Memória 2 (2)
A oficina da Lapa, hoje em uso pela CPTM, e o interior de um carro de luxo, reservado para autoridades: material inédito (Foto: Acervo Grupo TejoFran)

Essa trajetória será narrada em uma exposição com oitenta fotos na Estação da Luz entre o próximo dia 22 e 5 de junho (depois segue para as estações Barra Funda e Brás do metrô) e com o lançamento do livro A Ingleza e o Inglês — Charles Robert Mayo e a São Paulo Railway (Editora CLA Cultural, 140 páginas), dos historiadores Lucília Siqueira e Antonio Soukef Júnior.

Memória 3
(Foto: Acervo Grupo TejoFran)

As imagens fazem parte de um pacote com cerca de 300 itens que pertencia ao engenheiro inglês Charles Mayo e que inclui cartas, mapas e documentos. “A presença desse material no Brasil é inédita”, afirma Porto, diretor do Grupo Tejofran, que atua no ramo férreo, responsável pela aquisição dos artigos em um leilão da Sotheby’s, em Londres, em 2011. Após a mostra, o acervo será doado ao Arquivo Público do Estado de São Paulo.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO