lista

Jornal coloca São Paulo entre os piores lugares do mundo para passar férias

Capital está listada ao lado de cidades como Tegucigalpa, em Honduras, Bosaso, na Somália, e Pripyat, na Ucrânia, abandonada após o acidente nuclear de Chernobil

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Esquina Avenida Ipiranga São João Centro São Paulo
A esquina mais famosa da cidade: Ipiranga com a São João (Foto: Priscilla Vilariño/SPTuris)

Uma lista publicada na seção de turismo do site do jornal britânico Daily Mail está causando a ira dos paulistanos. A reportagem coloca São Paulo como um dos piores lugares do mundo para se tirar férias - a capital paulista, segundo o tabloide, "garante a frustração imediata dos turistas".

+ Segundo exame em paciente com suspeita de ebola dá negativo

"A superpopulosa cidade de São Paulo sofre regularmente com grandes engarrafamentos, enchentes e apagões", diz a legenda da foto. 

Na mesma peneira estão cidades conhecidas pela violência (Tegucigalpa, em Honduras), pelo tráfico (Bosaso, na Somália) ou pela quantidade de favelas (Calcutá, na Índia). Confira os demais municípios que o Daily Mail considera tão ruins quanto São Paulo para viajar e descansar.

+ Baixa umidade do ar deixa São Paulo em estado de alerta

Hemel Hempstead, Inglaterra: O site Crap Town Returns elegeu a cidade nos arredores de Londres como a mais feia do Reino Unido.

Guayaquil, Equador: "Concreto e poluição" dominam a cidade, de acordo com o tabloide.

Bosaso, Somália: Além da pobreza, uma das maiores cidades do país é também conhecida pelo tráfico de drogas e de pessoas.

Tijuana, México: Na fronteira com os Estados Unidos, o local é descrito como um "pesadelo absoluto".

Vila de Huaxi, China: Apesar do bem-estar social - é considerada a vila mais rica da China -, Huaxi é tida como pouco atraente por um motivo peculiar: lá, todas as casas são iguais.

Port Moresby, Papua Nova Guiné: "Conhecida pela falta de leis e pelos frequentes tiroteios", diz a reportagem.

Detroit, EUA: Antes uma cidade próspera por causa da indústria automobilística, transformou-se num dos símbolos da crise econômica americana. Tem milhares de casas abandonadas, algumas à venda por um dólar.

Caranavi, Bolívia: A cidade é famosa pela produção de cocaína.

Tegucigalpa, Honduras: A capital hondurenha é conhecida pela violência e pelo alto índice de assassinatos.

Brisbane, Australia: A falta de planejamento, segundo o Daily Mail, teria resultado em uma cidade com "arranha-céus e vias expressas feios". 

Guatemala City: A capital da Guatemala tem prédios "à beira do colapso".

Honiara, Ilhas Salomão: Até a praia é "medíocre", diz o impiedoso jornal.

Pripyat, Ucrânia: Cidade-satélite de Chernobil, era onde moravam os trabalhadores da usina nuclear antes do acidente. É hoje uma cidade-fantasma.

Bangui, República Centro-Africana: Praticamente sem ruas asfaltadas, também é conhecida pela violência.

Houston, Texas: A falta de zoneamento é o principal motivo de críticas à cidade.

Calcutá, Índia: O jornal enfatiza o esforço da população de tornar o local mais agradável, mas diz que a cidade é praticamente uma união de favelas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO