TELEVISÃO

Ex-repórter da Record nega carreira pornô e ameaça processar sites

Jayme Ribeiro teve seu nome citado em páginas sobre celebridades após nota publicada na internet. "É uma fofoca infundada", afirma

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Jayme Ribeiro
Ex-correspondente da Record ainda trabalha em Nova York e administra canal no YouTube (Foto: Reprodução Instagram)

A rotina do jornalista Jayme Ribeiro, ex-correspondente da Record em Nova York, virou pelo avesso desde que sites brasileiros de pequena repercussão, todos especializados no cotidiano de celebridades, noticiaram que ele estaria fazendo sucesso em outro ramo: o dos filmes pornôs internacionais. 

+ Luiz Bacci apaga "imagem duvidosa" do Facebook e alega invasão de perfil

“Estou muito preocupado com essa calúnia. É uma fofoca infundada. Não virei ator pornô nem sequer fui convidado por nenhuma produtora pornográfica americana”, diz. 

+ Anúncio do Boticário provoca onda homofóbica na internet

O boato surgiu na web depois que o jornalista Leão Lobo publicou em seu portal, na sexta (29), uma nota sobre um repórter da Record que, demitido nos Estados Unidos, havia resolvido "ficar por lá trabalhando como ator pornô”. O nome de Jayme sequer era citado no texto, mas muitos sites fizeram a conexão e "preencheram as lacunas" da suposta revelação. Até o momento, Leão não se manifestou sobre o caso.

Leão Lobo
Leão Lobo publicou boato na semana passada, mas não divulgou nome do jornalista (Foto: Reprodução)

Ribeiro, que segue morando em Nova York e administra o vlog A Grande Maçã, no YouTube, disse que se reuniu por videoconferência com seu advogado, que mora no Brasil.  “Ele já copiou todas as telas desses sites que associaram meu nome e fotos minhas à fofoca do Leão Lobo. Vamos entrar com representação contra todos os sites que publicaram e pedir que retirem esse absurdo do ar”, afirmou.

Jayme Ribeiro
Físico sarado do repórter provocou boatos sobre carreira pornô (Foto: Reprodução/Instagram)

Segundo ele, o caso foi completamente inventado. “Provavelmente alguém criou esse boato na internet para denegrir minha imagem e isso se propagou. Estou muito assustado com essa história”

Fonte: VEJA SÃO PAULO