Crime

Quadrilha é presa por receptação e revenda de carga roubada

Ação ocorreu em Campinas, no interior de São Paulo; três empresários e um comerciante foram detidos

Por: Estadão Conteúdo

quadrilha campinas
Investigação durou cerca de noventa dias (Foto: Deic / Divulgação)

A Polícia Civil prendeu em Campinas, no interior de São Paulo, três empresários e um comerciante suspeitos de integrarem um esquema de receptação e revenda de cargas roubadas. As investigações apontam que a quadrilha atuava no Brasil inteiro e emitia nota fiscal fria para repassar materiais roubados.

Os policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) passaram cerca de noventa dias para chegar até os suspeitos. Os empresários Antônio Carlos Artman, de 50 anos, Mario Gerson Danilo, de 63 anos, e Airton Carlos Delgado, foram presos na sede de uma transportadora, apontada como o centro operacional da quadrilha, em um bairro industrial de Campinas. O comerciante João Roberto Beluzo, de 52 anos, também foi preso com pneus roubados. O material estava na empresa dele, na cidade de Americana.

+ Júri absolve fundador da Gol de tentativa de homicídio

De acordo com a Polícia Civil, o grupo comprava cargas roubadas em diversos estados para revender. O material era armazenado no prédio industrial da transportadora, que tem cerca de 1000 metros quadrados e é equipado com empilhadeiras para facilitar a operação criminosa.

Quando os policiais do Deic chegaram ao local, na manhã desta quarta-feira (17) encontraram diversas caixas com mercadorias. Ao verificarem a numeração dos lotes, perceberam que eram produto de roubo.

+ Hospital São Paulo só vai internar emergência

O estoque, composto principalmente por itens de gêneros alimentícios, foi apreendido. Doze carretas foram usadas para transportá-lo da empresa até a sede do Deic, de onde o material será devolvido aos proprietários. Os suspeitos vão responder por receptação e associação criminosa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO