Crianças

Projeto CineMaterna se expande para o ABC Paulista

Iniciativa que estimula mães a irem ao cinema com seus bebês chega a São Caetano do Sul

Por: VEJINHA.COM

CineMaterna
Sessão do CineMaterna: os bebês ficam à vontade em sala com trocador, ar-condicionado mais fraco e luz acesa (Foto: Divulgação)

Há tempos um sucesso na capital, o Projeto CineMaterna, que estimula mães a irem ao cinema com seus bebês, vai invadir outras cidades. A primeira é São Caetano do Sul, no ABC Paulista. A partir desta terça (26), moradoras da região poderão levar os filhos de até 18 meses para conferir as novidades das telas do Park Shopping São Caetano. As exibições especiais estão programadas para ocorrer uma vez por mês, sempre na última terça-feira, às 14h. Como de costume, as participantes escolhem o filme que será exibido por meio do site do projeto. O valor do ingresso é o mesmo das sessões comuns, e os tickets são vendidos na bilheteria do local.

+ Filmes para ver com crianças maiores no cinema

+ Seleção de parques para andar de bicicleta com a garotada

A iniciativa surgiu faz quatro anos, quando um grupo de mães que mantinha contato pela internet decidiu promover encontros no cinema. “Tínhamos bebezinhos e não conseguíamos fazer uma das coisas mais simples da vida, que é ir ver um filme”, conta uma das idealizadoras, Taís Viana, de 40 anos. “O coração não permite que deixemos o bebê. Então começamos a invadir o cinema com nossos filhos, até oficializar a iniciativa.”

Após firmar parcerias com as salas, o CineMaterna passou a fazer adaptações nas sessões. De acordo com Taís, há trocador com lencinhos, fraudas e pomadas dentro da sala. A luz fica acesa, o som é mais baixo do que o normal e o ar-condicionado, mais fraco. O ambiente agradável aos bebês atraiu tantos participantes que o projeto se popularizou. Um ano depois do início, já se cogitava levar o projeto para outros locai. Foi feita, inclusive, uma sessão em Santo André, também no ABC.

Por aqui, a ideia se tornou tão popular que há sessões em diversos cinemas, todas as terças, quartas e quintas-feiras. A programação pode ser encontrada aqui. “Os primeiros meses de vida do bebê são muito legais, mas é um período difícil da maternidade”, diz Taís. “A mãe fica muito isolada e passa muito tempo sozinha. Quando ela tem a oportunidade de sair de casa e sabe que o filho será recebido, isso pode fazer toda a diferença na sua relação com o bebê”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO