Mistérios da Cidade

Primeiro borboletário da cidade será inaugurado em outubro

O Águias da Serra contará com 27 espécies e custou 1,5 milhões de reais; fica localizado na Zona Sul

Por: Mauricio Xavier [Com reportagem de Bruna Ribeiro, Lívia Roncolato e Júlia Gouveia]

Borboleta monarca
A borboleta Monarca: de cor laranja, com manchas brancas e pretas (Foto: Divulgação)

Cerca de 2 mil borboletas voando ao som de música clássica. Esse panapaná (para quem não sabe, é o coletivo do gracioso inseto) formará o primeiro borboletário da capital, o Águias da Serra, que deve ser aberto até outubro na área de proteção ambiental Capivari-Monos, na Zona Sul, a um custo de 1,5 milhão de reais.

Para a inauguração, restam apenas detalhes de paisagismo e o início da criação das lepidópteras, a partir de ovos e lagartas colhidos na natureza. “Pesquisei o assunto por dois anos”, diz o dono do negócio, o ambientalista Miguel Naghirniac Neto, que visitou lugares semelhantes em Nova York e Lisboa.

Confira, abaixo, algumas das 27 espécies que poderão ser vistas no local.

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

+ Poltronas para obesos são previstas por lei municipal

+ Rosangela Lyra seleciona famosos para montar o guia SP Jardins & Afins

Fonte: VEJA SÃO PAULO