Criminalidade

Suspeito de participar de linchamento no Guarujá é preso

Homem de 42 anos é o primeiro detido; confundida com a criminosa por vizinhos, Fabiane Maria de Jesus foi espancada e morreu

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM

Guarujá
Fabiane Maria de Jesus, confundida com criminosa do Rio (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de Guarujá prendeu temporariamente Valmir Dias Barbosa, de 42 anos, na tarde desta terça-feira (6). Ele é o primeiro suspeito detido pela morte da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, linchada por vizinhos no bairro Morrinhos no último final de semana.

+ Advogado vai pedir prisão de administrador da página 'Guarujá Alerta'

De acordo com a polícia, Barbosa confirmou a participação no crime. Ele é o suspeito que aparece no vídeo agredindo a vítima com um pedaço de madeira.

Guarujá - retrato falado
Retrato falado divulgado na página Guarujá Alerta (Foto: Reprodução)

Tudo começou há pouco mais de uma semana, quando a página Guarujá Alerta no Facebook divulgou que uma mulher na comunidade de Morrinhos, bairro carente na cidade litorânea, estaria envolvida em rituais de magia negra e em casos de sequestro de crianças.

O perfil na rede social publicou uma foto da suposta sequestradora. A imagem, entretanto, era um retrato falado feito pela polícia do Rio de Janeiro em 2012 para procurar uma mulher acusada de roubar um bebê.

A vizinhança achou que a mulher do retrato falado era parecida com Fabiane e a espancou. A agressão ocorreu no sábado (3) e a vítima morreu na segunda-feira (5) por causa de complicações decorrentes de traumatismo craniano.

Fabiane deixou duas filhas, de 1 e 12 anos, e era casada com um primo, o porteiro Jaílson Alves das Neves. O marido contou à polícia que ela sofria de transtorno bipolar e tomava remédios regularmente, mas não tinha comportamento agressivo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO