Crianças

Planeta no Parque reúne shows, exposições e atividades no Ibirapuera

Para conscientizar crianças e adultos, artistas como Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Orquestra Natural e o Coral Heliópolis também se apresentam

Por: Luiz Fukushiro - Atualizado em

criancas_web_2148
Os músicos do grupo Pequeno Cidadão com seus fi lhos: show na sexta (22), às 11h (Foto: Lailson Santos)

A marquise do Ibirapuera vai ser tomada pela cor verde a partir de sexta (22) e até o dia do aniversário da cidade. É lá, afinal, que se realiza a terceira edição do Planeta no Parque. Promovido pelo movimento multimídia Planeta Sustentável, iniciativa da Editora Abril, que publica VEJA, o evento reúne shows bacanas, exposições espertas sobre o uso racional da água e dos recursos energéticos e uma série de atividades. Tudo foi organizado para divertir e, sobretudo, alertar a garotada e os adultos sobre questões importantes relacionadas ao ambiente e ao futuro do planeta.

Uma das principais atrações é o grupo de música infantil Pequeno Cidadão, na abertura da festa, às 11 horas de sexta (22). Formado pelos músicos Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e Antonio Pinto, o conjunto anima o público mirim ao som de composições próprias sobre assuntos como a hora de largar a chupeta, em Tchau Chupeta. Durante o número Futezinho na Escola, uma bola gigante passeia pela plateia

Apresentam-se também o Coral Heliópolis, do Instituto Bacarelli, na sexta (22), às 15h30; a Banda CO2Zero, no domingo (24), às 10 horas; e a Orquestra Natural, cujos instrumentos são de material reciclado, no mesmo dia, às 16 horas. Para a meninada, há ainda teatro de fantoches, no sábado (23), às 14h30, enquanto a atriz Kiara Terra conta histórias às 11h30 do domingo (24). O encerramento fi ca a cargo do Afro Reggae, às 16 horas do feriado, dia 25. A quem prefere pôr a mão na massa, diversas ofi cinas ensinam as crianças a contribuir para a preservação do meio ambiente. Ali, elas podem criar bonecos, brinquedos e máscaras, tudo feito de material reciclado, ou aprender a montar uma horta.

Fonte: VEJA SÃO PAULO