Última chance

Confira as peças que encerram suas temporadas neste final de semana

Duas comédias e dois dramas são os destaques entre os espetáculos que saem de cartaz em São Paulo

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Você prefere rir ou chorar? Diversas peças que despertam esses sentimentos no público encerram suas temporadas neste final de semana. VEJA SÃO PAULO separou quatro espetáculos bem avaliados que podem combinar com o seu estado de espírito e qua se despedem junto com o mês de setembro.

COMÉDIAS

Mulheres Alteradas

Adaptação das tirinhas sobre o universo feminino da argentina Maitena Burundarena. Na história, Norma (Luiza Tomé), uma executiva mãe de adolescentes, volta a engravidar. Sua amiga Lisa (Mel Lisboa) sofre ao descobrir um nódulo no seio, enquanto a alienada Alice (Daniele Valente) sonha com um grande amor. Esses perfis, fáceis de sucumbir ao clichê, são costurados por uma ironia que agrada em cheio à plateia feminina e, ao deixar de fazer deles os vilões, diverte também os homens. Até domingo (30).

Toc Toc

A comédia traz personagens portadores de TOC, o transtorno obsessivo-compulsivo, na sala de espera de um consultório. Como o médico nunca aparece, a solução é iniciar uma terapia grupal para enfrentar a ansiedade. Mesmo com o tema delicado, não cai na grosseria e não ultrapassa os limites da diversão. Até domingo (30).

DRAMAS

Espartilho

Os atores Dani Mustafci e Fábio Ock protagonizam uma história de amor, fantasia e repressão ambientada nos anos 1950. Virgínia é uma mulher católica e frustrada. Sua rotina altera-se quando aparece um misterioso homem. O diretor Roberto Lage leva ao palco um texto estimulante para o espectador, calcado em perfis clássicos e inevitavelmente sedutores. Até domingo (30).

Teatro Cego – O Grande Viúvo

Adaptação de Paulo Palado para conto homônimo de Nelson Rodrigues (1912-1980). Com elenco de cinco atores, três deles cegos, mais quatro músicos, o drama cumpre a interessante proposta de provocar o espectador e inseri-lo no universo dos deficientes visuais. Até domingo (30).

Fonte: VEJA SÃO PAULO