Teatro

Peça Usufruto tem diálogos afiados

O drama é a estreia da atriz Lúcia Veríssimo na dramaturgia

Por: Dirceu Alves Jr. - Atualizado em

Peça Usufruto tem diálogos afiados 2151
Raphael Viana com Lúcia: jogo da verdade e confl ito de gerações (Foto: Jairo Goldflus)

Em três décadas de carreira, a atriz Lúcia Veríssimo pouco se voltou ao teatro. Esteve nos palcos paulistanos em 1988, com Blackout. Seis anos atrás, integrou o elenco da comédia Os Monólogos da Vagina. Causou surpresa — e certo descrédito —, portanto, sua volta à cena se dar com um texto próprio. Em cartaz na Faap, o drama Usufruto surpreende pelo caráter provocativo. A autora estreante, também protagonista, narra o encontro casual de uma mulher de 50 anos com um arquiteto de 30 (o ator Raphael Viana). Ambos disputam a compra de um apartamento, e ela propõe um jogo no qual o perdedor deve desistir do imóvel.

O que à primeira vista parece uma guerra dos sexos se transforma em um embate entre representantes de gerações distintas. Guiada pelo instinto criativo, Lúcia contrapõe personagens opostos: uma mulher experiente, vivida e desiludida e um sujeito mais moço, arrogante e cheio de sonhos. A direção cuidadosa de José Possi Neto valoriza os atores. Já o texto causa mais impacto pelos diálogos afi ados do que pela estrutura convencional. Da mesma forma que as falas de sua personagem perturbam o opositor, a autora instiga o público a questionar as próprias convicções.

Usufruto (75min). 16 anos. Estreou em 20/1/2010. Teatro Faap (506 lugares). Rua Alagoas, 903, Pacaembu, ☎ 3662-7233. Quarta e quinta, 21h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 14h (qua. e qui.); 14h/20h (sex. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. Até 1º de abril.

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO