Shows

Paulinho da Viola faz show no Credicard Hall

Com turnê do disco 'Acústico MTV', o sambista toca joias inéditas: 'Talismã', 'Bela Manhã' e 'Vai Dizer ao Vento'

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

2156 Paulinho da Viola faz show no Credicard Hall foto
O cantor e compositor carioca: boa chance de revê-lo tocar pérolas de seu cancioneiro (Foto: Divulgação)

No começo da década de 80, o carioca Paulinho da Viola passou por uma experiência perturbadora em São Paulo. Houve um homem na plateia que teve a pachorra de ficar de costas para ele a apresentação inteira. Felizmente a indiferença desse espectador representa um caso isolado. Os paulistanos respeitam o trabalho do cantor e compositor e ele adora a cidade, que conheceu em 1962, ao enfrentar um frio danado para visitar uma tia moradora da Rua dos Franceses, na Bela Vista. “Às vezes, mesmo sem show marcado, fico uns dias por aí simplesmente para rever os amigos.” Entre eles o paulistano Toquinho, com quem, quando as agendas permitem, joga sinuca.

Aos 67 anos, o elegante bamba retorna, no palco do Credicard Hall, com a turnê do CD e do DVD' Acústico MTV'. Lançado em 2007, o álbum consegue ultrapassar a estranheza inicial provocada pelo título (a obra do sambista, afi nal, já não seria acústica?) e tem o mérito de oxigenar belezas marteladas como 'Dança da Solidão', 'Pecado Capital' e 'Foi um Rio que Passou em Minha Vida'. Ainda alinha as joias inéditas 'Talismã', 'Bela Manhã' e 'Vai Dizer ao Vento' — o último disco de estúdio, 'Bebadosamba', data de 1996. Com seu costumeiro jeito tranquilão, Paulinho desconversa quando o assunto é o prazo para a conclusão do ansiado álbum de novidades. “Não sei fazer planos”, diz, no estilo “não sou eu quem me navega, quem me navega é o mar”, o refrão de Timoneiro, também presente no repertório.

Fonte: VEJA SÃO PAULO