publicidade

Especial

11 parques e praças com estrutura para malhar

Saiba onde encontrar bons endereços para fazer exercícios sem gastar nada

5.nov.2010 | Atualizada em 7.dez.2010 por Giovana Romani e Mariana Barros

Parque do Ibirapuera

Desde o início do ano, além das quadras poliesportivas, o parque conta com uma “academia a céu aberto”. São 52 aparelhos de ginástica distribuídos ao longo da pista de cooper, à margem do lago nas redondezas do Planetário e perto do Quiosque da Saúde, no portão 2. Nesse último ponto, professores fazem plantão de segunda a sexta, das 7h às 11h, para orientar o público.

+ Cinquenta dicas para entrar em forma no verão

Parque da Aclimação

Atividades físicas podem ser feitas na pista de corrida, no campo de futebol e nas barras de ginástica. Fazem parte da programação do local aulas gratuitas de liang gong, às sextas e aos sábados, e de hatha ioga, aos domingos.

Parque da Água Branca

Ampliada em agosto, a Praça de Exercícios do Idoso tem 534 metros quadrados de área. Há seis estações de ginástica. Barras paralelas facilitam a caminhada e proporcionam equilíbrio. Já um equipamento batizado de “placa giratória” trabalha a flexibilidade e o movimento do antebraço. Para descansar da malhação, uma boa pedida é visitar o tanque de carpas, lá perto.

Parque Buenos Aires

Conhecido por reunir mães e babás com crianças pequenas, o espaço também é agradável para quem quer fazer exercícios. Entre seus jardins, alamedas e gramados, tem pista de caminhada e aparelhos de ginástica de baixo impacto, ideais para os mais velhos. A previsão é que, a exemplo do Buenos Aires, até o fim do ano todos os 67 parques municipais estejam equipados com máquinas semelhantes.

Praça Irmãos Karmam

Recém-instalados, os aparelhos complementam o exercício de quem já costuma correr na Avenida Sumaré. Cartazes explicam como utilizar cada equipamento e qual região do corpo ele trabalha. Moradora da vizinhança, a esteticista Rebeca Vieira (foto), de 33 anos, corre durante quarenta minutos três vezes por semana e, depois, aproveita para malhar na praça. 

Esteticista Rebeca Vieira, moradora da vizinhança, aproveita os aparelhos da Praça Irmãos Karmam
Esteticista Rebeca Vieira, moradora da vizinhança, aproveita os aparelhos da Praça Irmãos Karmam
(Foto: Mario Rodrigues)

Parque da Juventude

A área esportiva do complexo tem pista de skate, de corrida, duas quadras de tênis e oito quadras poliesportivas. O parque faz empréstimo de raquetes, bolas de tênis, de futebol e de vôlei e oferece aulas de algumas modalidades. Ainda é possível pedalar ou caminhar por trilhas, localizadas numa área de 16 000 metros quadrados de Mata Atlântica.

 

Parque da Luz

Este espaço de 113 000 metros quadrados no centro da cidade é uma espécie de

museu de esculturas a céu aberto. Trilhas, pista de cooper e equipamentos de ginástica margeiam os espelhos-d’água habitados por carpas e tilápias. Aulas de danças circulares são ministradas em sábados alternados e no segundo domingo do mês, a partir das 10h.

 

Parque do Povo

Inaugurado há dois anos, ocupa uma área de 112 000 metros quadrados próximo à Marginal Pinheiros. Tem pista de caminhada de 1,6 quilômetro e ciclovia de 1,3 quilômetro, além de três quadras poliesportivas, trilhas e uma academia de ginástica. Alguns dos aparelhos são o simulador de caminhada e o alongador.

Praça Victor Civita

Desde 2008, este espaço dedicado à sustentabilidade ocupa o terreno de 13 000 metros quadrados onde já funcionou um incinerador de lixo, em Pinheiros. Conta com equipamentos de ginástica ao ar livre e um percurso de cerca de 700 metros para caminhada. Há aulas de ioga ministradas aos sábados e domingos por instrutores da academia Bio Ritmo, além de uma extensa programação para idosos, que pode ser conferida no site www.pracavictorcivita.abril.com.br.

Parque Villa-Lobos

Barras, plataformas para abdominais e aparelhos para flexão e alongamento ficam espalhados por diversos pontos do parque, que recebe até 80 000 visitantes aos sábados e domingos. Há ciclovia, quadras de tênis, campos de futebol, pista de cooper e tabelas de basquete. Feita de pedriscos, uma trilha percorre os principais bosques, repletos de espécies vegetais da Mata Atlântica.

Parque Zilda Natel

Aqui, as estrelas são as três pistas de skate de diferentes modalidades — street, com rampas e corrimãos como obstáculos; banks, que lembra uma piscina vazia; e minirrampa em formato de U. Mas há espaço para quem prefere esportes menos radicais, caso da quadra de basquete e da academia com dez aparelhos de ginástica.

publicidade

mundo ao lado
X

Avaliação de VEJA SP

Não foi avaliado

Avaliação de VEJA SP

Péssimo

Avaliação de VEJA SP

Fraco

Avaliação de VEJA SP

Regular

Avaliação de VEJA SP

Bom

Avaliação de VEJA SP

Muito bom

Avaliação de VEJA SP

Excelente

Avaliação dos usuários

Ainda não foi avaliado

Avaliação dos usuários

Péssimo

Avaliação dos usuários

Fraco

Avaliação dos usuários

Regular

Avaliação dos usuários

Bom

Avaliação dos usuários

Muito bom

Avaliação dos usuários

Excelente

Avaliação do usuário

Péssimo

Avaliação do usuário

Fraco

Avaliação do usuário

Regular

Avaliação do usuário

Bom

Avaliação do usuário

Muito bom

Avaliação do usuário

Excelente

Péssimo

Fraco

Regular

Bom

Muito bom

Excelente

Comente

Envie por e-mail