Passeio

Testamos o novo ônibus turístico de dois andares

Listamos os prós e contras do tour, ainda em fase de testes. Veículo percorre onze pontos da capital

Por: Larissa Faria - Atualizado em

Circular Turismo SP
O ônibus de dois andares: capacidade para 62 pessoas (Foto: Larissa Faria)

O ônibus turístico Circular Turismo SP começou a funcionar no último sábado (12). Ao estilo britânico, com dois andares, o veículo percorre onze pontos da cidade. A reportagem de VEJA SÃO PAULO avaliou o serviço na terça (15).

+ Quinze programas gratuitos ou baratos para curtir em São Paulo

Curiosos tiravam fotos do carro ao cruzar as ruas. Em início de operação, a linha tem muitos prós, mas alguns deslizes podem arruinar o passeio dos turistas. Confira abaixo os prós e contras do tour:

 

CONTRAS

■ Dentro da estação da Luz, ponto de partida do ônibus, não há placas informativas sobre o tour. Os seguranças da ViaQuatro abordados pela reportagem também não sabiam da existência do serviço. Confundiram-o, inclusive, com o Expresso Turístico da CPTM.

Circular Turismo SP
O ponto de partida, em frente ao Parque da Luz: os seguranças da estação não souberam indicar como chegar ao ônibus (Foto: Larissa Faria)

■ Não existe uma fila organizada para entrar no ônibus. Quando ele chegou, iniciou-se uma confusão para entrar. Quem aparece mais cedo não tem garantia de subir primeiro.

■ Como a compra do bilhete é feita na hora, o embarque se mostra incerto. Caso veículo esteja lotado, o passageiro precisa esperar o próximo horário de saída, horas depois. O problema seria resolvido se a compra pudesse ser realizada antecipadamente pela internet.

■ A reportagem pagou o serviço com cartão de crédito. Enquanto a máquina completava demoradamente a transação, o fiscal da linha permitiu a entrada de outras pessoas que estavam atrás na fila. 

■ O passeio deveria começar às 12h40, mas só iniciou às 13h05.

circular turismo sp
O segundo andar: com vista panorâmica (Foto: Larissa Faria)

■ O áudio com explicações sobre os pontos estava disponível em português, inglês e espanhol. Porém, não estava sincronizado com o trajeto. Outro problema é o volume: com o barulho do trânsito, era quase impossível ouvir as informações.

Circular Turismo SP
Pausa de dez minutos no Estádio do Pacaembu: o bilhete do passeio permite a entrada gratuita no Museu do Futebol (Foto: Larissa Faria)

■ Em cada ponto, o veículo para durante dez minutos. O tempo possibilita tirar fotos, mas não conhecer melhor espaços como o Mercado Municipal e o Museu do Futebol. São apenas três horários de ônibus por dia. Caso o passageiro escolha descer em um local e embarcar no próximo veículo, precisará esperar um bom tempo.

■ Há wi-fi disponível no veículo gratuitamente. Funciona de forma rápida. Porém, não se mostra útil aos estrangeiros: é necessário digitar o CPF para utilizar. 

Circular Turismo SP
O trajeto passa por onze pontos: com estimativa de três horas de duração, o passeio levou quatro horas e quarenta minutos (Foto: Larissa Faria)

■ O trajeto completo tinha previsão de duração de três horas, mas levou quatro horas e quarenta minutos para ser completado.

Circular Turismo SP
Andar inferior: em caso de uma forte chuva, o espaço não suportaria todas 62 pessoas que fugiriam de se molhar no andar superior (Foto: Larissa Faria)

■ Com treze bancos no piso inferior (incluindo dois preferenciais) e 45 no piso superior (sendo quatro preferenciais), o ônibus pode virar uma loucura em dias de chuva. Sem proteção nas janelas do andar de cima, os passageiros dali precisarão descer para se proteger. No espaço debaixo, porém, não caberiam os 62 passageiros.

■ A falta de proteção nas janelas superiores também permite que galhos de árvores altas entrem no ônibus, podendo machucar passageiros desatentos.

+ Esmalteria baixa preço da manicure para 11 reais

 

PRÓS

Circular Turismo SP
Dez minutos de parada em cada um dos pontos: pausa para fotos (Foto: Larissa Faria)

■ A motorista cumpriu pontualmente os dez minutos de parada em cada ponto. Ela e o funcionário auxiliar, aliás, eram bastante simpáticos: ofereciam-se para tirar fotos dos passageiros e entregavam folhetos com informações para quem passava pela rua e ficava curioso sobre o passeio.

■ Os 40 reais pagos compensam. O roteiro se mostra bem montado, passando por pontos importantes da cidade. Uma vantagem principalmente no caso do Estádio do Pacaembu, de difícil acesso por meio de transporte público.

■ Os espaços culturais Catavento Cultural e Educacional, Estação Pinacoteca, Museu de Arte Moderna, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Sacra, Museu do Futebol e Pinacoteca do Estado oferecem entrada gratuita aos visitantes que apresentarem o bilhete de embarque do ônibus na bilheteria.

■ O bilhete pode ser utilizado sem restrições de número de embarques até 24 horas após a compra.

circular turismo sp
Folheto informativo e cartão de embarque (Foto: Larissa Faria)

■ Os passageiros recebem um folheto que mostra, além do trajeto da linha, informações sobre os onze pontos. O cartão de embarque, ao final do passeio, pode ser levado para casa como recordação.

circular turismo SP
Ônibus reserva: pronto para substituir o de dois andares em caso de problemas técnicos ou trânsito (Foto: Larissa Faria)

■ Há um ônibus reserva, de apenas um piso, estacionado na Estação da Luz. O veículo fica à disposição caso o de dois andares acabe preso no trânsito ou sofra algum problema mecânico.

Circular Turismo SP
Andar superior: 49 bancos, sendo quatro deles preferenciais (Foto: Larissa Faria)

■ O veículo estava limpo.

 

Segundo a assessoria de imprensa da SPTrans, há apenas um ônibus turístico circulando atualmente para cumprir os três horários diários - um Volvo fabricado no Brasil. O passeio está em fase de testes e os próximos passos, como a decisão de expandir a frota, serão determinados com base nos resultados do serviço nos próximos meses. No dia de inauguração, 87 pessoas foram conhecer de perto a novidade.

 

+ Dez dicas imperdíveis para facilitar sua vida na Rodoviária do Tietê

 

Informações Úteis

Circular Turismo SP

R$ 40,00 (o ingresso pode ser comprado diretamente no ônibus, com dinheiro ou cartões de crédito ou débito)

Ponto inicial na Estação da Luz, em frente ao Parque da Luz

Dias úteis e sábados: saídas às 9h, 12h40 e 16h

Domingos e feriados: saídas às 10h, 13h40 e 17h

Fonte: VEJA SÃO PAULO