Crime

Já haviam tentado furtar carro de noivo morto na Vila Prudente

Thiago de Osti Cardoso Lopes foi assassinado na porta de casa na Vila Prudente

Por: Redação - Atualizado em

Dez dias antes de ser morto na noite da quinta (2) durante uma tentativa de assalto na porta de sua casa na Vila Prudente, o economista Thiago de Osti Cardoso Lopes, de 29 anos, já havia tido problemas de seguança. Segundo o pai da vítima, alguns ladrões tentaram furtar o carro do economista, um Fiat Punto branco. Uma vizinha ouviu os bandidos mexendo no veículo e gritou. Quando Thiago foi checar o que estava acontecendo, encontrou a fechadura do Fiat danificada. Os criminosos fugiram do local.

O economista era gerente de logística de uma multinacional. Na noite do latrocínio, ele retornava da degustação de doces e salgados que seriam servidos em seu casamento quando foi abordado por três homens armados.

Acompanhado da mãe, ele dirigia o mesmo Fiat Punto que tentaram furtar há dez dias. Por volta das 23h, os bandidos abordaram o economista e exigiram a chave do carro. Apesar de atender a exigência, Lopes acabou baleado. Os bandidos fugiram sem levar o veículo. A vítima foi encaminhada para o pronto-socorro do Hospital São Cristóvão, mas não resistiu aos ferimentos. Até o momento, ninguém foi preso. O caso foi registrado no 57º Distrito Policial, Parque da Mooca. (Com Estadão Conteúdo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO