Música

Motorista de Cristiano Araújo estava acima da velocidade permitida

Ronaldo Miranda revelou ainda que ouviu o estouro de um pneu antes de perder o controle do carro, segundo delegado

Por: Veja São Paulo

Cristiano Araújo
Cristiano Araújo e a namorada Allana Moraes morreram em um acidente no dia 24 (Foto: Reprodução Instagram)

Nesta segunda (29), o delegado Fabiano Henrique Jacomelis, que conduz as investigações do acidente que matou o cantor Cristiano Araújo e a namorada Allana Moraes, delarou que o motorista Ronaldo Miranda confessou estar acima da velocidade permitida.

+ Caminhoneiro alcoolizado acerta oito veículos na capital

Em entrevista à TV Anhanguera, Jacomelis disse que Miranda mencionou ter ouvido um dos pneus estourar momentos antes de perder o controle do veículo. "Ele confirmou que estava acima do limite permitido, mas não se recorda da velocidade", contou.

+ Colisão frontal deixa um morto na Avenida Rubem Berta

Ainda segundo o delegado, o motorista, que perdeu o controle do carro, também afirmou não ter consumido bebida alcóolica nem utilizado o telefone celular. Caso seja provado que houve imperícia ou imprudência, Miranda poderá responder por homicídio culposo, que tem pena de dois a quatro anos de prisão.

+ Linhas de ônibus são desviadas por causa de protesto no centro

Cristiano e a namorada morreram no acidente na BR-153, no quilômetro 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás, na madrugada do dia 24 de junho. Eles voltavam de um show em Itumbiara, no sul do estado, por volta das 3h30. Além dos dois, estavam no veículo o motorista Ronaldo Miranda e o empresário Victor Leonardo, que sofreram ferimentos leves.

Fonte: VEJA SÃO PAULO