Mistérios da Cidade

Missas afro: tradições negras e liturgia católica

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Giovana Romani] - Atualizado em

Em vez de música de órgão, atabaques. Na hora do ofertório da hóstia e do vinho, mulheres dançam rumo ao altar carregando alimentos. As missas afro que celebrarão o Dia da Consciência Negra, comemorado na quinta (20) em homenagem à morte de Zumbi dos Palmares, misturam tradições dos escravos à liturgia católica. Um jantar típico no sábado (15), na Igreja Nossa Senhora Achiropita (acima, 3106-7235), marca o início das comemorações. Na quinta, há uma caminhada na Avenida Paulista a partir do Masp, às 10 horas, e missa no Santuário de Santa Edwiges (Tel: 2274-2853), às 20 horas. A Igreja de Santa Ifigênia (Tel: 3229-6706) encerra as festividades com outra missa, às 18 horas, no dia 29.

Fonte: VEJA SÃO PAULO