Arte

Conheça o acervo do Memorial da América Latina

Prédio projetado por Oscar Niemeyer possui um conjunto de 4.000 obras de arte popular do Brasil, México, Peru, Equador, Guatemala, Bolívia, Paraguai, Chile e Uruguai

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Mão
Mão, de Oscar Niemeyer (Foto: Divulgação)

Localizado no bairro da Barra Funda, ao lado do terminal de ônibus, o Memorial da América Latina surgiu em 1989 com a missão de estreitar as relações culturais, políticas, econômicas e sociais do Brasil com os demais países da América Latina.

A pedido do antropólogo Darcy Ribeiro, o acervo do Memorial da América Latina foi selecionado pelo casal de fotógrafos e especialistas em arte popular Antônio Marcos Silva Jacques e Maureen Bisilliat e pelo arquiteto Antônio Marcos Silva, em 1988.

Este acervo conta com 4.000 peças de arte popular do Brasil, México, Peru, Equador, Guatemala, Bolívia, Paraguai, Chile e Uruguai.

+ Onde comer perto do Memorial da América Latina

+ Circo Zanni traz sua trupe para o Memorial da América Latina

São trajes típicos, máscaras, estandartes, instrumentos musicais, objetos de adorno e de uso cotidiano, entre outros. O arquiteto Oscar Niemeyer, que projetou o conjunto arquitetônico de 84 mil metros quadrados, indicou em quais locais os trabalhos deles deveriam ficar expostos.

A visita é válida em qualquer época do ano, mas há períodos em que o espaço recebe shows, mostras especiais e até peças de teatro. Vale ficar de olho na programação.

Confira quatro obras em destaque no acervo do Memorial da América Latina:

Mão
Mão, de Oscar Niemeyer (Foto: Divulgação)

Mão

A escultura de Oscar Niemeyer tornou-se o símbolo do Memorial. Localizada na Praça Cívica, foi erguida em concreto aparente de 7 metros de altura. Na sua palma, há o mapa do subcontinente americano em baixo-relevo, pintado em esmalte sintético vermelho, lembrando sangue a escorrer.

Grande Flor Tropical
Grande Flor Tropical, de Franz Weissmann (Foto: Divulgação)

Grande Flor Tropical

A escultura em metal de Franz Weissmann está também na Praça Cívica, ao lado da Galeria Marta Traba. A obra é composta de cinco elementos soldados entre si. Cada um é constituído de uma chapa de aço. Ela mede 7metros de altura por 6,5 metros nas extensões laterais.

Torso Negro
Torso Negro, de Vera Torre (Foto: Divulgação)

Torso Negro

Escultura em bronze da artista carioca Vera Torres, nascida em 1962.  Com 3 metros de altura, a obra está localizado na praça entre os prédios da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Auditório Simón Bolívar e Pavilhão da Criatividade. Suas formas voluptuosas remetem ao imaginário popular.

Painel tiradentes
Painel Tiradentes, de Candido Portinari (Foto: Divulgação)

Painel Tiradentes

Uma das mais importantes pinturas de Candido Portinari é composta por três telas justapostas. Ela foi concluída pelo artista em 1949 e está exposta permanentemente no Salão de Atos Tiradentes. Ela foi comprada pelo Governo do Estado em 1975 e permaneceu no Salão Nobre do Palácio dos Bandeirantes até 1989, quando foi transferida para o Memorial, em sua inauguração.

Fonte: VEJA SÃO PAULO