Teatro

Melhores peças em cartaz

Veja algumas montagens que valem o ingresso

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Caros Ouvintes
Gruli, Amanda, Natallia, Agnes, Lopez e Gontijo: a era do rádio | Crédito: Priscila Prade

A seleção a seguir traz as peças que receberam as melhores cotações pelo crítico Dirceu Alves Jr..

+ Confira as novidades do teatro no blog do Dirceu Alves Jr.

+ Notícias sobre teatro

+ Seja você também o crítico

+ Últimas notícias da cidade

  • Comédia / Peças

    Caros Ouvintes

    Avaliação da Veja SP

    Muito Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Excelente

    9 avaliações

    Apoiado em vozes potentes e na fértil imaginação do público, o rádio brasileiro conheceu o apogeu entre os anos 1940 e 1950. Com a consolidação da televisão, a imagem passou a ser a prioridade em detr Saiba mais
  • Drama / Peças

    Doze Homens e Uma Sentença

    Avaliação da Veja SP

    Muito Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Excelente

    12 avaliações

    O drama ganhou projeção graças ao filme de Sidney Lumet, em 1957. A história de uma dúzia de sujeitos encarregados de chegar a um veredicto é montada sob direção de Eduardo Tolentino de Araújo. O réu Saiba mais
  • Drama / Peças

    Killer Joe

    Avaliação da Veja SP

    Muito Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Muito Bom

    4 avaliações

    Cultuado no meio teatral, o dramaturgo e roteirista americano Tracy Letts tem a obra divulgada no Brasil muito mais pelo cinema. Os dramas Álbum de Família, protagonizado por Meryl Streep e Julia Robe Saiba mais
  • Tragicomédia / Peças

    As Criadas - Eduardo Tolentino de Araújo

    Avaliação da Veja SP

    Muito Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Excelente

    1 avaliação

    De 1987 a 2001, o Grupo Tapa, comandado pelo diretor Eduardo Tolentino de Araújo, levou ao Teatro Aliança Francesa, na Vila Buarque, montagens que estabeleceram um padrão de rigor e refinamento nos pa Saiba mais
  • Monólogo / Peças

    A Alma Imoral

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Excelente

    23 avaliações

    Baseado no livro do rabino Nilton Bonder, o monólogo A Alma Imoral estreou em julho de 2006 no Rio de Janeiro em uma sala onde mal cabiam cinquenta pessoas. O interesse imediato e crescente surpreende Saiba mais
  • Monólogo cômico / Peças

    Myrna Sou Eu

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Muito Bom

    4 avaliações

    Ninguém jamais viu a cara de Myrna. Só havia uma certeza: tratava-se de uma mulher que distribuía conselhos sentimentais nas páginas de um jornal no fim dos anos 40. O ator Nilton Bicudo criou uma ima Saiba mais
  • Drama / Peças

    Puzzle (D)

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Sem avaliação

    No fim de 2013, o diretor Felipe Hirsch deu um soco na plateia com o espetáculo Puzzle, dividido em três peças e de forte conotação social. A montagem era baseada em obras de autores da literatura bra Saiba mais
  • Monólogo dramático / Peças

    Marica

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Excelente

    5 avaliações

    O dramaturgo espanhol Federico García Lorca (1898-1936) cresceu com uma frase em seu ouvido que se tornou cada vez mais sonora: ”Esse menino parece diferente...”. Autor das peças Bodas de Sangue e A C Saiba mais
  • Monólogo dramático / Peças

    A Hora e Vez

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Sem avaliação

    O mineiro Rui Ricardo Diaz deu vida ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no filme Lula, o Filho do Brasil (2009), de Fábio Barreto. Sem ter a repercussão esperada pelos produtores, o longa també Saiba mais
  • Musical / Peças

    O Homem de la Mancha

    Avaliação da Veja SP

    Bom

    VEJA SP

    Avaliação dos usuários

    Muito Bom

    11 avaliações

    Depois do bem-sucedido A Madrinha Embriagada, o diretor Miguel Falabella engata este grandioso projeto no mesmo palco. Baseada no texto de Dale Wassermanom, com melodias de Mitch Leigh e letras de Joe Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO