Criminalidade

Polícia prende maior assaltante de bancos em atividade em São Paulo

Rafael Valentim Pimenta roubou nove agências entre 2013 e 2014; polícia afirma que valores ultrapassavam a marca dos 300 000 reais

Por: Luan Flavio Freires - Atualizado em

A polícia prendeu na madrugada desta segunda-feira (31) Rafael Valentim Pimenta, de 25 anos, considerado o maior assaltante de bancos em atividade da capital. O posto foi alcançado após a detenção de Rolídio Brasil de Souza Gama, conhecido como Monstro, no início deste ano.

Ascensão e queda da maior quadrilha da cidade

Pimenta foi preso na Zona Leste por policias do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil, quando dirigia uma moto em alta velocidade sem usar o capacete. Após perseguição, ele tentou se esconder em um posto de combustível, mas a estratégia não funcionou.

Ao ser abordado, Pimenta apresentou um documento falso. “Era o ladrão de agências bancárias mais procurado pela polícia, desde a prisão do Rolídio”, disse Fábio Pinheiro Lopes, delegado da divisão de assalto a bancos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

“Só do ano passado para cá, Pimenta assaltou nove agências”, conta. “O valor levado sempre ultrapassava os 300 000 reais e já chegou aos 600 000 reais.”

A quadrilha mais perigosa

No início deste ano, a polícia desmantelou a principal quadrilha de assaltos a bancos de São Paulo. Um dos líderes do grupo, Rolídio Brasil de Souza Gama, conhecido como Monstro, de 42 anos, foi preso no dia 2 de janeiro na cidade de São Sebastião, no Litoral Norte.

Seu comparsa, Claudio Alexandre da Silva, o Charuto, de 38 anos, foi detido no dia 29 de janeiro em Santana. A polícia acredita que o grupo roubou pelo menos 18 milhões de reais dos cofres das agências da cidade. Só em 2013 foram dezenove assaltos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO