Memória

Mãe Dinah morre aos 83 anos em São Paulo

A vidente teve falência de múltiplos órgãos e será enterrada no Cemitério da Paz, no Morumbi, na tarde deste sábado (3)

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

mãe dinah
Mãe Dinah será enterrada no Cemitério da Paz (Foto: Antonio Milena)

Morreu na sexta-feira (2) a vidente Benedicta Finazza, conhecida por Mãe Dinah, em São Paulo. O corpo foi velado no Cemitério da Paz, no Morumbi, e o enterro aconteceu na tarde deste sábado (3).

+ Confira bolas dentro e bolas fora nas previsões de Mãe Dinah

Ela havia sido internada na quarta (30) no Hospital da Luz, na Vila Mariana, com uma infecção intestinal, após se sentir mal e perder a vontade de comer. Segundo parentes, a gravidade do quadro evoluiu rapidamente, resultando em falência de múltiplos órgãos. Viúva, deixou uma filha, duas netas e dois bisnetos.

Paulistana, nascida no Paraíso, ela ficou famosa nacionalmente em 1996, quando afirmou ter previsto o acidente aéreo que matou os músicos da banda Mamonas Assassinas. Ela havia dito, no ano interior, para o jornal Folha da Tarde, que o grupo sofreria um acidente.

Antes, porém, já era um dos principais nomes no meio místico da cidade e sempre era ouvida em emissoras de rádio e jornais populares em previsões para torneios esportivos importantes, por exemplo. Acabou marcada também por uma série de palpites equivocados, como anunciar que 1994 seria excelente para o piloto Ayrton Senna, meses antes de sua morte. Também previu o início da III Guerra Mundial para 1984 e em 1990 disse que Fernando Collor faria um ótimo governo.

Ela se definia como terapeuta holística, sensitiva e intuitiva e não utilizava cartas, tarôs ou búzios em suas previsões. Já teve clientes estrelados como o político e empresário Paulo Maluf. Nos últimos anos, a vidente fazia suas consultas pela internet. 

Lançou-se duas vezes candidata a vereadora, mas nunca foi eleita. 

O velório, no Cemitério da Paz, reuniu dezenas de familiares e amigos, além de jornalistas.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO