Copa do Mundo

“Estão fazendo bullying com meu filho e com o Mick Jagger”

Luciana Gimenez defende o líder dos Rolling Stones e seu filho da fama de pé-frio

Por: Ana Carolina Soares - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Para Luciana Gimenez, não têm a menor graça as piadas que taxam Mick Jagger e seu filho com o roqueiro, Lucas, de 15 anos, como pés-frios. “Isso é bullying! Então o politicamente correto só vale para as minorias? Se você é rico e famoso pode sofrer ataques? O que é isso, gente? O respeito tem de ser geral!”, disse com exclusividade a VEJA SÃO PAULO na tarde da quarta (9), por telefone, de seu apartamento em Nova York, onde passa férias.

+ Acompanhe a cobertura da Copa ao vivo

+ Crianças tentam explicar a derrota do Brasil contra a Alemanha

+ Maradona critica a seleção brasileira na televisão

O garoto e o líder dos Rolling Stones também estavam nos Estados Unidos e chegaram ao Brasil na segunda (7) para acompanhar a partida no Mineirão, em Belo Horizonte.

Pai e filho planejam torcer nos estádios nos jogos finais da Copa do Mundo ao longo desta semana. “Perdemos, sim. Tomamos de lavada, acontece. Então pé-frio é todo o mundo que estava no Mineirão?!”, desabafou Luciana sobre o 7 a 1 contra a Alemanha. A seguir, a indignação da apresentadora:

Quando a piada perdeu a graça?

Nunca teve graça. Com a internet, muita gente no mundo todo perdeu a noção de educação, xinga com palavras hediondas. Já vi casos de pessoas que tiveram suas carreiras terminadas por esse tipo de afirmações, por receber rótulos, que eram inverdades. A gente tem de ter educação. Perdemos, sim. Tomamos de lavada, acontece. Então pé-frio é todo o mundo que estava no Mineirão? Azar é terem escalado uma seleção que não se entende! Eu não acredito nesse negócio de pé-frio. Se é para falar que alguém é assim, é o Neymar, o nosso novo capitão e todos nós brasileiros que perdemos.

+ Luciana Gimenez lamenta a derrota do Brasil pela Alemanha por 7 a 1

 O que revolta você não é a piada com o Mick Jagger, mas com o seu filho, certo?

As brincadeiras com o Mick me pegam porque ele é o pai do Lucas. É a mesma coisa se eu fizer uma piada com a sua mãe. Você não vai gostar, vai? As pessoas se esquecem de que o Mick Jagger também é pai do Lucas. Estão fazendo bullying com meu filho e com o Mick Jagger. Eu, por exemplo, tomo um cuidado no meu programa para não fazer piadas grosseiras. Então o politicamente correto só vale para as minorias? Se você é rico e famoso você pode sofrer ataques? O que é isso, gente? O respeito tem de ser geral!

Mas o Mick Jagger se chateia com as piadas?

Não gosto de falar por ele. O Mick é um cara que já está acostumado com tudo isso, já deve ter a casca grossa. Mas o que o Mick Jagger fez de ruim para a gente? Coitado! O cara acabou de perder a namorada (a designer L'Wren Scott, que se suicidou em março deste ano), ninguém pensa que ele pode estar num momento ruim, ninguém sabe o que ele pode estar passando. Para que fazer isso?

Como veio a decisão de rebater as acusações nas suas redes sociais?

Eu defendo o meu filho. Vi palavras que eu não gosto sobre ele. Quando eu era pequena e as pessoas falavam mal da minha mãe (a atriz Vera Gimenez), eu ficava magoada. A verdade é a seguinte: pimenta no dos outros é mais fácil, né? O fato é que o menino é filho do Mick Jagger, que o adora. Trata-se de um cara incrível, que só faz música que todo o mundo gosta e lota shows, além de ser muito educado e um superpai. Ele curte ir ao estádio de futebol com o filho e paga pelos ingressos. O Ministério Público não permite publicar nomes e fotos de menores infratores para não prejudicar essas crianças. Mas permite-se expor meu filho só porque é filho do Mick Jagger?! O que é isso, minha gente?! Que país é esse?! Cadê o Ministério Público para processar esses veículos?

+ Luciana Gimenez é a melhor comentarista esportiva da Copa do Mundo do Brasil

Como é a sua conversa com o seu filho sobre esses comentários?

Ele fica mais calmo do que eu. Lucas é um ser elevado: um menino que não xinga, educadíssimo (em seu twitter, ele defende Mick Jagger, mas nunca perdeu a linha. “Meu pai torceu pro Brasil e a gente ganhou #invejamata”, ele tuitou após a partida contra o Chile, por exemplo). Lucas está superbem, numa boa, não se abala. Está bem menos nervoso do que eu, que sou mãe, uma leoa. Vejo muitas mães comentando absurdos no twitter e não se colocam no lugar do menino. Queria ver se fosse com os filhos dela! Os pais têm de observar o que escrevem na internet. Pessoas se suicidam por causa de bullying. Isso precisa acabar! Senão, daqui a pouco, vai ter censura na internet e isso, sim, seria um horror.

Lucas e Mick vão continuar assistindo aos jogos nos estádios?

Não sei como vai ser. Espero que Lucas e Mick sigam com o que haviam programado e que deixem essas pessoas sem nenhuma noção para lá.

Fonte: VEJA SÃO PAULO