Festival

Ainda restam ingressos para o Lollapalooza 2013

Pearl Jam e The Killer estão entre as atrações do evento, que comercializa o segundo lote de entradas. Line-up de cada dia foi definido

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Pearl Jam
(Foto: Divulgação)

O Lollapalooza ocorre em março de 2013 e terá, entre as principais atrações, as bandas Pearl Jam, Black Keys, Flaming Lips e The Killers.

Os bilhetes estão sendo vendidos no  site oficial  e custam R$ 330,00 (inteira) e R$ 165,00 (meia-entrada), para cada dia do evento _os pacotes para os três dias , por R$ 900, esgotaram-se em 16 horas.

+ Veja o serviço completo da atração

O Lollapalooza divulgou o line-up de cada dia da festa. Confira abaixo:

Sexta (29 de março de 2013)

  • The Killers
  • deadmau5
  • The Flaming Lips
  • Knife Party
  • Cake
  • Passion Pit
  • Crystal Castles
  • Porter Robinson
  • The Temper Trap
  • Of Monsters and Men
  • Feed Me
  • Technostalgia com DJ Marky & Bid
  • Agridoce
  • Holger
  • Dirtyloud
  • Tokyo Savannah
  • Copacabana Club
  • Boss in Drama
  • Perrosky
  • Bruno Barudi

Sábado (30 de março de 2013)

  • The Black Keys
  • Queens of the Stone Age
  • A Perfect Circle
  • Franz Ferdinand
  • Steve Aoki
  • Two Door Cinema Club
  • Criolo
  • Tomahawk
  • Nas
  • Madeon
  • Alabama Shakes
  • Zeds Dead
  • Toro y Moi
  • Gary Clark Jr.
  • Ludov
  • Graforreia Xilarmônica
  • Stop Play Moon
  • Lennox
  • Classic
  • William Naraine

Domingo (31 de março de 2013)

  • Pearl Jam
  • Planet Hemp
  • Kaskade
  • The Hives
  • Kaiser Chiefs
  • Hot Chip
  • Foals
  • Major Lazer
  • Puscifer
  • Gui Boratto
  • Rusko
  • Lirinha
  • Eddie
  • Vanguart
  • Vivendo do Ócio
  • Mix Hell
  • Wehbba
  • Wannabe Jalva
  • Baia
  • República
  • Database

 

LOLLAPALOOZA BRASIL 2013

QUANDO  29 a 31 de março de 2013

ONDE  Jockey Club de São Paulo (av. Lineu de Paula Machado, 1263)

INGRESSOS  R$ 330, até 31/12/2012; R$ 360, a partir de 1º/01/2013 (mais informações em  www.lollapaloozabr.com) estudantes pagam meia

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO