Compras em Miami

Lincoln Road: calçadão loja a loja

Confira os endereços imperdíveis da rua mais badalada da cidade

Por: Alvaro Leme (colaboraram Anna Carolina Oliveira, Bruna Gomes e Sophia Braun) - Atualizado em

Loja da Nespresso na Lincoln Road
Loja da Nespresso na Lincoln Road (Foto: Mario Rodrigues)

Ver e ser visto, saborear bons pratos ou sair carregado de sacolas? Não importa qual desses três seja seu objetivo, é grande a chance de alcançá-lo na Lincoln Road, a rua de pedestres mais badalada de Miami. Para facilitar sua vida, aqui vai uma seleção dos endereços imperdíveis.

+ Antes de embarcar

+ Sem cara de outlet

Parece caro, mas não é

Livros de arte — daqueles que impressionam como presente de aniversário — a partir de US$ 29,90 fazem da loja da editora alemã Taschen (abaixo) parada obrigatória de qualquer passeio pela avenida. Nas prateleiras, enfileiram-se volumes que não pesam no bolso, só na mala: cada um tem, em média, 2 quilos, caso de Eiffel Tower, sobre a construção da famosa torre francesa (US$ 39,99). Funcionárias simpáticas oferecem a opção de despachar os volumes via Fedex. Não vale a pena: o envio de cada livro de 2 quilos sai por cerca de US$ 100,00.

Loja da editora alemã Taschen
Loja da editora alemã Taschen (Foto: Mario Rodrigues)

Um prédio e tanto

A Taschen fica numa das mais recentes e interessantes construções da região. É o Lincoln 1111, criado pelo escritório dos arquitetos suíços Herzog & De Meuron — os mesmos que assinam o estádio chinês Ninho de Pássaro, usado na Olimpíada de 2008, e que são responsáveis pelo projeto do teatro de dança e ópera que será erguido no centro de São Paulo. O edifício de Miami é um misto de estacionamento, imóvel comercial e prédio residencial e ganhou status de obra de arte tão logo foi inaugurado, em fevereiro último. Programe-se para começar seu passeio por esse trecho da rua, na esquina com a Alton Road, e siga na direção da praia.

+ Guia de compras em Miami e Nova York

Japão na Flórida

Não deixe de visitar a Y-3, vizinha à livraria. Trata-se da loja de um dos grandes estilistas japoneses, Yohji Yamamoto. As roupas ali comercializadas são resultado da parceria entre ele e a gigante esportiva Adidas. Vale mais pela beleza do espaço do que pelos preços: um tênis de cano longo custa US$ 300,00, camisetas começam em US$ 130,00.

Para encher os olhos, o bule e a barriga

Ainda no Lincoln 1111 fica outro endereço imperdível: o da Nespresso, grife de cafés chiques da Nestlé. A decoração da loja acompanha o “estado de espírito” da cidade: tudo bem colorido e grandioso — a imagem que abre esta reportagem foi feita lá. A caixa com dez cápsulas custa US$ 5,70 (em São Paulo, R$ 19,90). Máquinas de café vão de US$ 199,00 a US$ 799,00. Conjuntos bem charmosos de colherinhas custam US$ 22,00 (pacote com seis unidades). O lugar funciona como um restaurante de pratos rápidos e, por isso, pode valer como opção para fazer uma boquinha.

Na M.A.C: máscara de cílios (US$ 18,00) e blush (US$ 19,50)
Na M.A.C: máscara de cílios (US$ 18,00) e blush (US$ 19,50) (Foto: Veja São Paulo)

Moderninho 1

Localizada no número 939, a Base atrai uma clientela descolada com roupas esportivas e divertidas peças de decoração. Nessa última categoria, insere-se um cofre em forma de porco cromado de resina em tons vibrantes de rosa, verde ou azul (US$ 220,00). Bermudas de praia variam entre US$ 98,00 e US$ 105,00.

Óculos modelo Light Havana: US$ 260,00 na loja Base
Óculos modelo Light Havana: US$ 260,00 na loja Base (Foto: Veja São Paulo)

Moderninho 2

Bem ao lado, no número 811, chama atenção a Koto, de perfil parecido. Logo na entrada, há um sofá bordado com uma imagem dos Beatles (US$ 1 760,00) e uma bicicleta de 1954, restaurada (US$ 4 500,00). Bom para quem adora peças diferentes para enfeitar a casa.

Shopping a céu aberto: a Lincoln é perfeita para compras em dias de sol, o que não é raro em Miami
Shopping a céu aberto: a Lincoln é perfeita para compras em dias de sol, o que não é raro em Miami (Foto: Mario Rodrigues)

Alegria dos brecholentos

Pessoas de nariz muito sensível começam a espirrar só de passar na porta da Fly Boutique (nº 650), brechó repleto de peças tão velhas quanto bacanas. É o tipo de lugar que, para onde se olha, há alguma coisa boa de xeretar. Bolsas a tiracolo Gucci que parecem saídas de um filme dos anos 80 (US$ 68,00) dividem as araras com estolas de mink legítimas (US$ 395,00) e lenços de seda pura (US$ 38,00). Entre os calçados, destacam-se sandálias e botas na faixa dos US$ 150,00, todas de grifes como Pucci, Jimmy Choo e Ermenegildo Zegna. Detalhe curioso: como vende peças de outras pessoas em sistema de consignação, a loja informa na etiqueta das peças o endereço de Twitter de seu proprietário.

Antes focada em peças básicas, a marca J. Crew (nº 726) incrementou suas coleções com vestidos de noite e ternos
Antes focada em peças básicas, a marca J. Crew (nº 726) incrementou suas coleções com vestidos de noite e ternos (Foto: Mario Rodrigues)

Os olhos da cara. Mesmo.

Perfeita para quem procura variedade de marcas de óculos, a Eyes on Lincoln vende itens Gucci, Chanel, Dior e Tiffany, só para citar os mais famosos. E cobra preços bem acima dos praticados por outras óticas da cidade. A diferença é mais gritante no Ray-Ban aviator. Em lojas caras, o modelo custa US$ 160,00. Nessa, os preços do mesmíssimo item vão de US$ 208,00 a US$ 283,00.

373 máquinas de costura

Instalada num imóvel do início do século XX que já abrigou de igreja a restaurantes, a All Saints Spitalfields conta com a ambientação mais bacana de toda a Lincoln. Espalhadas em estantes, 373 antigas máquinas de costura pretas contrastam com o colorido chão de pisos cubanos, tudo iluminado por holofotes. A especialidade da marca, nascida na Inglaterra, é moda jovem, tanto masculina quanto feminina. Na visita de nossa equipe de reportagem, havia uma blusa de cashmere com gola rulê (US$ 267,50), calças jeans (US$ 120,00) e blazers de lã (US$ 295,00), entre os itens mais interessantes.

Onde comprar maçã

A Apple da Lincoln (nº 738) nem de longe tem o charme do icônico endereço de Manhattan, em forma de cubo. Porém, costuma ser muito, mas muito menos lotada. Assim, se sua visita aos Estados Unidos inclui Nova York e Miami, deixe para comprar ipad e companhia na Flórida. Os preços dentro dos Estados Unidos são padronizados.

Embaixada carioca

Focada no estilo de vida do Rio de Janeiro, a grife Osklen tem filial no calçadão (nº 1101). A decoração reflete o ar “cheguei da praia e continuo chique”, proposto pelas lojas brasileiras. Os preços, para quem compra peças da marca aqui no Brasil, assustam um pouco — caso dos tênis masculinos (US$ 267,00).

Interior da loja Koto: parque de diversões para quem curte enfeitar a casa
Interior da loja Koto: parque de diversões para quem curte enfeitar a casa (Foto: Mario Rodrigues)

Se liga!

Se estiver de carro, estacione nos prédios das ruas vizinhas. É muito barato (principalmente em comparação com os preços brasileiros): cerca de US$ 5,00.

Se liga! 2

Não deixe de circular pelas butiques localizadas na Collins Avenue, sobretudo no início de South Beach. Nos últimos anos, grifes internacionais instalaram-se em massa nas casinhas art déco daquele pedaço.

VANTAGENS

- Mix de lojas. Concentra grande variedade de marcas, das de luxo às mais populares, além de lojas de suvenires para turistas.

- Localização. Fica no trecho mais badalado de Miami, a uma caminhada de distância de praticamente todos os hotéis.

- Restaurantes. Há boas opções gastronômicas, seja para sentar-se à mesa e curtir, seja para fazer refeições rápidas.

DESVANTAGENS

- Preços. Ainda que sejam mais em conta que no Brasil, não fazem frente aos dos outlets, onde os descontos chegam a 90%.

- Choque térmico. Nos dias mais quentes, o ar-condicionado das lojas briga com o calorão do centro de compras a céu aberto.

- Infraestrutura. Faltam banheiros e as áreas para caminhar são estreitas, pois parte do espaço é ocupada por mesas de restaurantes.

COMO CHEGAR

Ônibus: as linhas com paradas próximas são a 101 Route A, 112 Route L, 113 Route M, 115 Mid-North Beach Connection, 117 Mid-North Beach Connection, 119 Route S, 123 South Beach Local. O bilhete custa US$ 1,25

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO