Bares

Leão da Terra é especializado em cervejas importadas

Trata-se da primeira casa dedicada ao universo da bebida na Avenida Engenheiro Caetano Álvares

Por: Fabio Wright - Atualizado em

leao-da-terra
Degustação de chope com cinco copos de 100 mililitros cada um: R$ 20,00 (Foto: Mario Rodrigues)

Entre os muitos endereços que preencheram de vida noturna a Avenida Engenheiro Caetano Álvares, no Mandaqui, não havia um dedicado ao universo das cervejas importadas. Disposto a ocupar esse espaço, chegou ao pedaço dois meses atrás o Leão da Terra.

Dividido em varanda, salão e mezanino, o ambiente está longe de ser charmoso. Seus atrativos aparecem no cardápio, elaborado pelo chef-consultor australiano Greigor Caisley, e na oferta de loiras, morenas e ruivas.

Alinham-se no menu cerca de 250 rótulos de quinze países, que se espalham por seis geladeiras e ainda uma câmara fria. Para gerenciar o estabelecimento foi chamado Silvio Molina (ex-Melograno). Ele dá sugestões aos bebedores de primeira viagem e cuida do acervo etílico.

Comece a jornada pela cerveja da casa (R$ 20,00; 750 mililitros), uma blond ale de notas adocicadas fabricada pela catarinense Saint Bier. Prefere as mais amargas? Vale pedir então a Green Cow (R$ 26,00; 500 mililitros), american pale ale não pasteurizada e de sabor marcante, da cervejaria Seasons, de Porto Alegre. Das importadas, uma boa dica é a belga Bons Voeux (R$ 31,00; 375 mililitros) — da Brasserie Dupont. Dourada e de espuma abundante, apresenta alta graduação alcoólica, de 9,5%. A casa dispõe de uma degustação de chope (R$ 20,00), composta de cinco copinhos de 100 mililitros cada um, das marcas Bamberg Pilsen, Erdinger, Deliruim Tremens, Colorado Indica e Guinness.

Ótima pedida da cozinha, a crocante minicoxinha de ossobuco (R$ 24,00) chega com molho pesto, servido à parte. Caso queria degustar as bebidas sem muvuca, evite as sextas e os sábados, quando rola pop rock ao vivo.

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO