Copa

Itaquerão teve último teste antes da Copa

Partida entre Corinthians e Botafogo pelo Campeonato Brasileiro terminou em 1 a 1

Por: Redação VEJASÃOPAULO.com - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A Arena Corinthians fez hoje seu segundo e último teste antes da partida entre Brasil e Croácia, que vai abrir a Copa do Mundo no país no próximo dia 12 de junho. O jogo entre Corinthians e Botafogo pelo Campeonato Brasileiro terminou com o placar de 1 a 1.

A chegada ao estádio foi muito mais tranquila do que no dia 18 de maio, quando a arena foi inaugurada. Os únicos gargalos eram os check points da Fifa, onde os voluntários validavam os ingressos. Quem ficou nas arquibancadas Oeste e Sul passava pelo primeiro na Radial Leste, 100 metros à frente da saída da Estação Artur Alvim. Os torcedores que assistiram ao jogo nos assentos Leste e Norte precisaram parar logo na saída da Estação Corinthians-Itaquera. A espera era de cerca de dez minutos. Dentro do estádio, as filas fluíram muito bem.

No evento, as arquibancadas provisórias deveriam ter passado por um teste, mas não foram totalmente entregues a tempo.

Há duas arquibancadas provisórias - uma do lado norte, de costas para a Radial Leste, com 10 000 lugares, e outra na área sul, que terá 5 000 dos 10 000 assentos liberados. De acordo com a empresa que cuida dessa obra, a Fast Engenharia, falta dar acabamento às estruturas internas. A promessa, contudo, é de tudo estar pronto até o início do Mundial.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou ruas no entorno. A melhor opção era pegar o trem (Linha 11-Coral da CPTM) ou metrô (Linha 3-Vermelha).

+ Expresso Copa: Trem levará do centro ao Itaquerão em 18 minutos

Por conta do cerco de dois quilômetros imposto pela Fifa, a CET realizou desvios no trânsito para as vias internas do bairro. Dessa vez, apesar do grande fluxo de veículos, os motoristas foram orientados com mais clareza.

Agentes da PM, da Tropa de Choque e do Exército fizeram grande cerco nos acessos. Vendedores ambulantes marcaram forte presença nas saídas das estações do Metrô.

Fonte: VEJA SÃO PAULO