Destinos

Relíquia Uruguaia

Às margens do Rio da Prata, o edifício centenário é restaurado para abrigar o deslumbrante Sofitel Montevideo Casino Carrasco & Spa

Por: Helena Galante, de Montevidéu - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Em trajes elegantes — terno para os homens, vestidos acinturados, sapatos de salto e delicados chapéus de cor clara para as mulheres —, casais dançavam embalados pela música ao vivo e por uma refrescante brisa vinda do Rio da Prata. Nas varandas e nos salões do Hotel Casino Carrasco, inaugurado em 1921 em Montevidéu, a alta sociedade uruguaia comemorou casamentos, desfrutou verões e se entregou a preguiçosos chás da tarde. Depois do apogeu entre as décadas de 1930 e 1970, o edifício declarado patrimônio histórico nacional foi aos poucos se deteriorando. Passou por algumas reformas mal planejadas e deixou de alcançar as metas da prefeitura da capital, proprietária do negócio. Foi fechado em 1997. Desde novembro, rebatizado como Sofitel Montevideo Casino Carrasco & Spa, volta a abrir as portas para o público em grande estilo, após um processo de restauro que teve custo estimado em 70 milhões de dólares.

O ponto de partida para a renovação desse ícone hoteleiro foi a licitação vencida em 2008 pela empresa Carrasco Nobile. Por mais de um ano, uma equipe de 100 especialistas comandou cerca de 600 funcionários em um cuidadoso trabalho artesanal de desvendar os traços originais do prédio, projetado por dois arquitetos franceses e um uruguaio, em 1912. “Descobrimos, por baixo de camadas e camadas de pintura, acabamentos em folhas de ouro de 18 e 22 quilates”, conta o arquiteto Francisco López Bustos, um dos responsáveis pela decoração interior. A parte central do telhado prateado, o gran cascarón, ou grande concha, tinha sido coberta por fibra de vidro e estava quebradiça. Cada uma das telhas de zinco foi replicada manualmente em cima de uma peça matriz e depois montada no formato de abóbada. Um dos patamares das torres laterais, acidentalmente quebrado por uma grua numa obra anterior, teve de ser totalmente refeito. Essas e outras alterações foram baseadas em fotos e relatos de moradores que ajudarama reconstituir o projeto original. “Fizemos uma intervenção pouco invasiva, conservando a essência e a história”, diz Julio González, responsável pelo projeto de reconstrução.

hotel sofitel
A fachada do prédio projetado em 1912: investimento de 70 milhões de dólares (Foto: Divulgação)

Outra etapa desafiadora foi incorporar a tecnologia atual sem descaracterizar os aspectos históricos. “Instalamos o ar-condicionado, por exemplo, junto dos vitrais”, afirma o gerente de construção Rafael Sackmann. Ele e mais uma parte dos funcionários participaram também da revitalização do Teatro Colón, em Buenos Aires.“Os dois trabalhos foram difíceis, mas aqui tínhamos de lidar com um problema de desgaste maior devido ao vento e à umidade”, completa Sackmann. Depois da construção de um muro subterrâneo de 14 metros de profundidade, 420 metros de perímetro e 40 centímetros de largura para conter a água dos lençóis freáticos, foram retirados 40 000 metros cúbicos de areia do subsolo. Nesse novo espaço, ergueu-se um estacionamento para 200 veículos e o cassino de 3 000 metros quadrados, aberto 24 horas.

Se ali, no setor de jogos, o carpete vermelho estampado, as luzes brilhantes dos caça-níqueis e muitos espelhos dão o tom da decoração, nos 116 quartos do hotel prevalece uma atmosfera mais clean. Depois de passar por uma majestosa porta giratória de cedro lustrada com cera de abelha, chega-se ao antigo hall, com duas grandes escadas laterais. Entre os móveis, decoram os ambientes 45 peças antigas trazidas de volta à vida pelas mãos das artistas plásticas Rossana e Carina Peralta. O mais imponente dos salões é oval e adornado com um vitral com tons de verde, azul e dourado. A suíte imperial, apelidada de Paris, e a Montevideo, ambas instaladas nas torres do prédio, dispõem de varandas de 175 metros quadrados com vista para a praia. Uma diária ali poderá custar até 10 000 dólares. “A rede Sofitel passou por uma reformulação e hoje está no segmento de luxo”, afirma Marie-Berengere Chapoton, gerente-geral do hotel. “Em todo lugar onde nos instalamos, buscamos unir a tradição francesa de hotelaria aos costumes regionais.” No spa, isso significa, por exemplo, oferecer tratamentos estéticos à base de ervamate. Delícias da pâtisserie clássica como éclair e macaron marcam presença em versões com doce de leite no lendário chá da tarde.

As reservas para essa relíquia uruguaia já estão abertas (e concorridas) para o Natal e o réveillon. Segundo as expectativas dos investidores, a maioria dos visitantes será do Brasil e da Argentina, além do próprio Uruguai e da Europa. Quem planeja uma visita não deve deixar de fora do roteiro outros pontos cheios de charme à moda antiga. No piso superior do Teatro Solis, inaugurado em 1856, está o salão Preludio do restaurante Rara Avis. Enquanto observa pelos janelões o centro da cidade e a Praça Independência, prove um polvo grelhado acompanhadod e batatas rústicas ou um sanduíche chivito, aqui curiosamente recheado de carne de caça. Lotado de turistas, mas ainda assim imperdível, o Mercado do Porto abriga diversos estabelecimentos especializado sem churrasco. No El Palenque, escolha um lugar no balcão para ver de perto cortes nobres e miúdos, como chinchulines e mollejas, sendo assados na brasa. De perfil mais moderno, o Café Misterio está instalado no bairro de Carrasco, a poucas quadras do novo Sofitel. Apesar de o menu estar repleto de receitas tradicionais, são os sushis primorosos, como os coroados com caviar produzido no Uruguai, que chamam atenção. Volte para o hotel antes do pôr do sol e aproveite para relaxar na piscina climatizada com fundo de pastilhas marrom ou na praia — para chegar, basta atravessar a rambla, como é chamado o calçadão que ladeia a areia. Provavelmente, seus vizinhos de espreguiçadeira não vestirão trajes tão elegantes quanto os das décadas passadas, mas a brisa do Rio da Prata estará lá, soprando refrescante como antigamente.

Sofitel Montevideo Casino Carrasco & Spa. Rambla República de México, s/n°, esquina Arocena, Montevidéu, ☎ 1 (598) 2604-6060. Diárias a partir de 350 dólares

Fonte: VEJA SÃO PAULO