Política

Haddad diz que tucanos não têm mentalidade para debate

Prefeito de São Paulo afirma que adversários o criticam, mas não sabem como administrar uma cidade

Por: Estadão Conteúdo

Fernando Haddad
Fernando Haddad: "tucanos não entendem nada de política pública" (Foto: )

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, criticou os pré-candidatos do PSDB que disputarão a prefeitura com ele nas eleições de outubro. O prefeito petista se referiu indiretamente, em especial à proposta defendida por Ricardo Trípoli de acabar com o programa Braços Abertos. O programa implementado pela gestão Haddad paga um auxílio para viciados da Cracolândia em troca de serviços prestados à comunidade, como um incentivo para tirar as pessoas do vício.

+ Prefeita abre sindicância após ser maltratada em posto de saúde

"Eles vão economizar os 15 reais de varrição da pessoa que está com dependência química? Pra quê? Pessoas que estão se recuperando de saúde, com acompanhamento médico. Olha onde está a mentalidade desse pessoal. O dinheiro desviado da merenda não é problema, mas os 15 reais do depende químico é problema", rebateu Haddad, em referência à investigação da operação Alba Branca. A operação investiga suspeitas de desvio de recursos para merenda escolar em municípios paulistas envolvendo lideranças ligadas ao governo estadual do tucano Geraldo Alckmin.

Haddad disse que vai defender sua gestão ponto a ponto, com base nos números e mostrando que promessas de campanha de 2012 foram cumpridas. Ele citou a criação de vagas de creches, de ciclovias e de faixas exclusivas para ônibus. E provocou o governo estadual de Alckmin com relação a obras do monotrilho, que demandam investimentos de grande monta e que estão paradas.

+ Confiras as últimas notícias da cidade

"Eles (tucanos), vêm falar mal de Paulista aberta, de ciclovia. Se juntar tudo o que gastamos, tudo que melhorou, caiu 75% a reclamação do transporte público. E esses 75% (o valor investido para tal melhoria) não dá um pilar da carcaça do monotrilho e eles vêm tirar satisfação da gente sobre política pública? O que eles entendem de cidade?", questionou o petista.

"Não dá pra entender a cabeça desse pessoal, falta educação política pra essas pessoas", prosseguiu o prefeito nas críticas aos adversários.

No evento, promovido pelo PT municipal, Haddad ouviu novamente do presidente do partido, Rui Falcão, que sua reeleição é prioridade para o PT. "É uma prioridade nacional, não uma prioridade retórica", afirmou Falcão.

Fonte: VEJA SÃO PAULO