comportamento

Google comemora redução de multa a ser paga para Cicarelli

Judiciário reduziu indenização para 250 000 reais. Apresentadora processou companhia por não retirar da internet vídeo em que aparecia em cenas íntimas com ex-namorado

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Daniela Cicarelli
Daniela Cicarelli: indenização por vídeo íntimo na internet (Foto: Reprodução Instagram)

O Google comemorou a decisão da Justiça de reduzir o valor de indenização a ser pago à apresentadora Daniela Cicarelli e a seu ex-namorado, o empresário Tato Malzoni. O ex-casal processou a empresa por não ter retirado da internet um vídeo em que os dois aparecem em cenas íntimas em uma praia na Espanha.

Daniella Cicarelli revela motivo de briga com Ronaldo

O tribunal definiu o valor da multa em 250 00 reais para cada um. Em 2012, o então casal conseguiu decisão favorável no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e deveria receber, ao todo, um valor estimado em 94 milhões de reais porque, segundo eles, a decisão judicial teria sido descumprida.

A redução foi determinada pela 4ª Turma do STJ por unanimidade. Os ministros acataram a argumentação da defesa de incompatibilidade do valor estipulado com outras decisões do STJ. Para casos mais graves envolvendo morte, por exemplo, o tribunal estipula que a multa por danos morais seja de até 500 000 reais.

+ Confira as últimas notícias

"O Google entende que a decisão do STJ foi muito importante pela drástica redução no valor da multa, reafirmando o princípio de que as multas processuais precisam guardar proporção com a expressão econômica do direito material em discussão em cada caso", afirmou a empresa em nota. "Por se tratar de um caso antigo e anterior à consolidação da atual jurisprudência do STJ que exige a indicação de URLs específicos para a remoção de conteúdo da internet, o Tribunal entendeu não ser possível o afastamento integral da condenação. Mesmo assim, fez a ressalva da peculiaridade processual e refirmou seu compromisso com a tese, essencial para a preservação da liberdade de expressão na internet."

Em 2006, o então casal foi filmado praticando sexo dentro do mar de Cádiz, na Espanha. O vídeo foi postado no Youtube e viralizou na internet.

RecursoTanto a empresa quanto Cicarelli e Malzoni podem recorrer da decisão. O Google já havia sido condenado a pagar 35 000 reais para cada um por danos morais e informou que o vídeo foi retirado de todas as plataformas gerenciadas pela empresa. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO