Comidinhas

Sorveteria artesanal Freddo abre filial em Moema

Marca argentina tem mais de trinta variedades de gelados importadas da matriz

Por: Helena Galante - Atualizado em

Freddo 2216
O salão de decoração sóbria: sem serviço de garçom (Foto: Leo Feltran)

Desde 1969, quando foi inaugurada em Buenos Aires, a Freddo conquista portenhos e turistas com seus sorvetes artesanais de qualidade. Prova do sucesso da marca são as 64 unidades espalhadas pela Argentina e mais vinte instaladas na Inglaterra, Bolívia, Uruguai e Paraguai. No Brasil, a primeira loja foi aberta em Brasília, no fim do ano passado. Há pouco mais de um mês, chegou a vez de os paulistanos ganharem uma filial, na charmosa Rua Normandia, em Moema.

Ao contrário das outras casas do gênero na cidade, as mais de trinta variedades de gelados importadas da matriz não ficam expostas em vitrines transparentes, mas escondidas num balcão, sob tampas metálicas. Ainda que disponha de mesas e sofás para acomodar parte da clientela, a Freddo não tem serviço de garçom.

Freddo sorvete 2216
Casquinhas de chocolate com avelã e menta: a unidade custa R$ 8,50 (Foto: Leo Feltran)

É necessário ir até o caixa para fazer o pedido. Uma casquinha de um sabor, chamada cucurucho pequeno, custa R$ 8,50. Por duas bolas, pagam-se R$ 14,00. Produzido com a sobremesa símbolo do país vizinho, o sorvete de doce de leite incrementado por mais doce de leite na forma de uma calda espessa recebe o adequado apelido de “tentação”. Outras boas versões são a de menta granizada, misturada a lascas de chocolate, e a de chocolate acrescido de avelãs inteiras.

Há também complementos cobrados à parte, como amêndoa laminada, nozes, granola, brownie em pedaços e calda de chocolate (R$ 2,00 cada um). Para levar, oferece embalagens de 250 gramas (R$ 19,00), 500 gramas (R$ 35,00) e 1 quilo (R$ 65,00). Quem prefere uma pedida mais quente pode optar pelo expresso (R$ 3,80), fornecido pelo Octavio Café.

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO