Mistérios da cidade

Focos de incêndio prejudicam o trânsito na Marginal Pinheiros

Tempo seco facilita o fogo na vegetação que fica na margem do rio

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Marginal Pinheiros
Fumaça prejudica a visibilidade dos motoristas perto da Ponte Cidade Universitária (Foto: Daniel Bergamasco)

Pelo terceiro dia consecutivo, o tempo seco em São Paulo provoca queimadas nas margens do Rio Pinheiros. Nesta sexta (10), quatro focos de incêndio na vegetação provocaram uma grande nuvem de fumaça no início da tarde, chamando a atenção dos motoristas e prejudicando o trânsito na pista sentido Interlagos da Marginal, logo após a Ponte Cidade Universitária.

+ Saiba como evitar as doenças causadas pelo tempo seco

+ Aeroportos terão de reduzir tempo das filas

Situação semelhante ocorre perto da Ponte Estaiada, também na pista sentido Interlagos da Marginal Pinheiros. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o problema prejudica a visibilidade dos motoristas, provocando lentidão por aproximação.

O tempo seco facilita a existência de casos assim. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) informou que a umidade relativa do ar oscila em torno de 30%. Por conta disso, a cidade está em estado de atenção.

A Organização Mundial da Saúde afirma que índices inferiores a 60% não são adequados para a saúde humana. Em dias secos, o CGE recomenda que sejam evitados exercícios físicos e trabalho ao ar livre entre as 10h e as 16h. Também é necessário evitar aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológicos para lubrificar os olhos e as narinas.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO