CRIMINALIDADE

Ex-Polegar, Rafael Ilha é preso com arma na fronteira com o Paraguai

Cantor foi detido ao tentar atravessar a Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, com um espingarda calibre 12 

Por: Redação VEJA SÃOPAULO.COM - Atualizado em

Rafael Ilha, ex-integrante do grupo Polegar, foi detido na tarde desta segunda-feira (21) ao tentar atravessar a fronteira brasileira com uma espingarda calibre 12.

+ Suzane Richthofen cai na prisão e é levada ao hospital 

Ilha foi detido ao cruzar a Ponte da Amizade, na cidade de Foz do Iguaçu (PR), divisa do Brasil com o Paraguai.

Segundo a Polícia Federal, a detenção ocorreu por volta das 15 horas. Ele e a mulher voltavam do país vizinho em dois mototáxis.

Ao ver o marido ser abordado por agentes da Receita Federal, a mulher, que vinha atrás dele, tentou voltar ao Paraguai.

Além da espingarda, ele também carregava munições e uma arma de choque. A reportagem não conseguiu contato com seus advogados.

Ilha atualmente trabalha como repórter no programa da apresentadora Sônia Abrão, na Rede TV!. A assessoria de imprensa da apresentadora disse que ela foi pega de surpresa com a notícia. Sônia está escrevendo um livro com a história do ex-Polegar.

O casal pode ser indiciado sob suspeita de tráfico internacional de armas.

Ilha fez sucesso nos anos 80, mas, depois do fim do grupo musical, acabou colecionando problemas com a Justiça devido à sua dependência química. Em 1998, foi preso por tentativa de roubo, ao pegar um vale-transporte de uma mulher.

Em uma crise de abstinência, engoliu uma caneta, um isqueiro e uma pilha. Já em 2005, foi preso com uma arma calibre 380. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO