CIDADE

Com Enem, prefeitura pode fechar Paulista mais tarde no domingo

Exame será realizado em todo o país neste fim de semana 

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Avenida Paulista
Paulistanos fazem piquenique na Avenida Paulista (Foto: Moacyr Lopes Junior/Folhapress)

A prefeitura de São Paulo estuda fechar a Avenida Paulista para carros às 13 horas no próximo domingo (25) após o fechamento dos portões das unidades de ensino que terão provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A afirmação foi feita nesta segunda (19) pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Saiba como organizar os estudos na reta final para o Enem

Segundo ele, as adequações no trânsito do viário serão divulgadas nesta terça (20). A proposta de Tatto é que a via volte a ser liberada para os automóveis às 17 horas, já durante o horário de saída da prova. "Só não vou bater o martelo agora porque preciso conversar (com os técnicos) para ver se não tem nenhuma faculdade em relação a isso", afirmou.

São ao menos três unidades de ensino no eixo da avenida com Enem no final de semana: os colégios Dante Alighieri, Objetivo e São Luís. Ele classificou como positiva a abertura da Paulista para ciclistas e pedestres no domingo (18).

Como não fazer feio na redação do Enem

Tatto espera não ter problemas com o Ministério Público Estadual (MPE) durante a semana. Nos últimos meses, o órgão tem se mostrado contrário à política pública de mobilidade urbana e lazer na cidade de São Paulo. Na última sexta (16), a prefeitura convidou os promotores e técnicos da Promotoria de Habitação de Urbanismo para o evento do final de semana, mas eles não foram. 

Temas que devem cair no Enem neste ano

"Foi importante a entrada do MPE para sugerir várias questões e agora é um passo a frente, a cidade tem outros problemas que precisamos cuidar também", sugeriu Tatto aos Ministério Público Estadual. 

Para o prefeito Fernando Haddad (PT), posicionamentos sobre a Promotoria "não compete mais" a ele. "As informações que eu recebi são todas positivas. Tudo funcionamento bem, estamos recolhendo sugestões mas transcorreu com muita normalidade. As duas experiências prévias foram importantes." 

Fonte: VEJA SÃO PAULO