'Crepúsculo'

‘Eclipse’: 5 razões para assistir ao filme

Terceiro filme da saga 'Crepúsculo' chega aos cinemas nesta quarta (30). Saiba por que você não pode perder essa aventura

Por: Bruna Gomes - Atualizado em

Eclipse - foto 4
Em 'Eclipse', Jacob (Taylor Lautner) faz de tudo para estar ao lado de Bella (Kristen Stewart) (Foto: Divulgação)

Eclipse, o terceiro longa-metragem da franquia 'Crepúsculo', tem estreia mundial nesta quarta (30), e os fãs da saga de Stephenie Meyer, novamente irão se deliciar com ação de primeira linha e o triângulo amoroso vivido por Bella (Kristen Stewart), Jacob (Taylor Lautner) e Edward (Robert Pattinson).

+ Veja fotos, horários e trailer de ‘Eclipse’

Em ‘Eclipse’, Bella vive o dilema sobre as consequências que enfrentará caso decida se tornar uma vampira ao se dar conta de tudo o que terá que abandonar ao optar pela eternidade. Enquanto isso, vampiros e lobisomens são obrigados a passar por cima de suas diferenças e se unir para proteger a cidade de Forks, atacada por um exército de sanguessugas recém-criados.

Confira abaixo cinco razões para assistir ao filme:

Outro ponto de vista

‘Eclipse’ traz uma visão mais ampla do que a mostrada no livro. Na obra de Stephenie Meyer, o leitor tem contato apenas com o que Bella vê ou sente. No filme, personagens secundários, como o líder dos vampiros recém-criados, Riley (Xavier Samuel), ganham maior relevância. “Para filmar ‘Eclipse’, nós viajamos além do livro e nos aprofundamos na mitologia que Stephenie já havia desenvolvido. Ela compartilhou suas ideias comigo e me deixou apta a desenvolver isso para o filme. Stephenie tinha imaginado como Riley surgiu, então, eu tive a oportunidade de torná-lo realmente um personagem”, conta a roteirista Melissa Rosenberg.

Dinamismo

Comparado às produções anteriores, 'Eclipse' é muito mais rápido e dinâmico. “‘Lua Nova’ é introspectivo e se move em um ritmo diferente. As cenas de luta do filme são muito mais agressivas e ferozes. Mesmo quando as pessoas estão falando umas com as outras, tudo parece muito mais imediato”, diz a estrela Robert Pattinson. Taylor Lautner completa dizendo que o romance está mais forte e que o nível de ação foi elevado ao máximo “O diretor David Slade trouxe um interessante tom mais obscuro ao filme, que pode ser meu favorito... por enquanto.”

Boa adaptação

Foram feitas muitas mudanças na transposição do livro para o filme, sem que isso prejudicasse a continuidade da história. Wyck Godfrey, um dos produtores, afirma que “Stephenie teve muito mais oportunidade de estar presente em ‘Eclipse’ já que ela não estava vendendo nenhum novo livro durante as filmagens. Na verdade, ela se alojava no meu trailer enquanto visitava a produção. É ótimo tê-la por perto enquanto estamos filmando, porque ela vê coisas que não vemos”.

Flashbacks

Assim como no livro, 'Eclipse' revela mais detalhes sobre o passado de diversos personagens. Slade trabalhou intensamente na vida antes da transformação de Jasper e Rosalie, interpretados por Jackson Rathbone e Nikki Reed. “Por conta das cenas sobre o passado, é preciso ser hábil para fazer pequenos outros filmes, desde um com a estética dos anos 30, a um bangue-bangue e outro ambientado entre os anos 1700 e 1800”, afirma o diretor.

Triângulo amoroso letal

A tensão entre Bella, Jacob e Edward ganha força em ‘Eclipse’. O ciúme de Edward e a ousadia de Jacob são explorados em várias cenas e arrancam boas risadas da plateia. Para Stephenie Meyer, “o triângulo é sobre o amor fantasioso e o amor real. Bella, sem perceber, realmente se apaixona por Jacob, em ‘Lua Nova’, porque o único tipo de amor que ela teve na vida foi o de fantasia, aquele em que a pessoa mais maravilhosa do mundo de repente escolhe você e tudo é maravilhoso e perfeito. Nesse contexto, ela se apaixona por Jacob de um modo real, como normalmente acontece quando o outro é seu melhor amigo e você quer passar todo o tempo com ele.”

+ Saiba tudo sobre ‘Crepúsculo’, ‘Lua Nova’ e ‘Eclipse’

+ Veja fotos, horários e trailer de ‘Eclipse’

Fonte: VEJA SÃO PAULO