Especiais

8 sugestões de peças gratuitas

São comédias, dramas e espetáculos infantis que acontecem em São Paulo

Por: Redação VEJA SÃO PAULO on-line - Atualizado em

Cabaret Luxúria
Cabaret Luxúria: Rosi Campos, Rachel Ripani e Bruno Perillo estrelam a comédia musical (Foto: Beto Riginik)

A maioria dos espetáculos gratuitos acontece no sábado e no domingo, mas você também pode encontrar algumas opções na terça, quarta, quinta e sexta. Uma sugestão é a peça "Cabaret Luxúria", realizada no Centro Cultural Banco do Brasil.

  • Grátis / Para crianças

    A Nova Roupa do Rei
    VejaSP
    Sem avaliação
    Adaptação do Núcleo Educatho para conto de Hans Christian Andersen. Mais preocupado com suas vestimentas do que com o povo, um vaidoso rei encomenda um traje a dois migrantes nordestinos que ele acredita serem alfaiates. Interpretada por André Martins e Marília Sgreva, a dupla de falsários diverte a plateia, mas o restante do elenco deixa a montagem arrastada. Dois músicos executam a trilha ao vivo. Estreou em 04/07/2009. De 02/04/2011 a 30/04/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: Livre adaptação de Cíntia Alves e Lucélia Santos para o romance de Marion Zimmer Bradley. Com o objetivo de refletir sobre a paz e a preservação ambiental, as adaptadoras recriaram a lenda do Rei Artur enfatizando a perspectiva feminina. Apaixonada por Lancelot (o ator Henrique Guimarães), Guinevere (interpretada por Renata Guida) se casou com Artur (Caio Paduan) por imposição paterna e nunca conseguiu dar ao marido um filho, o que trouxe consequências políticas ao reino de Camelot. Estreou em 09/04/2011. Até 26/06/2011.
    Saiba mais
  • De Rachel Ripani. Ambientado em um bordel, o musical é centrado em um triângulo amoroso. Em um fiapo de dramaturgia, surge a história de Lilith (a atriz Rosi Campos), a dona de uma boate que vê seu marido, o cantor Mephisto (papel de Bruno Perillo), envolvido com Justine (Rachel Ripani). Nesse clima de sedução e intrigas, os atores interpretam dezessete canções, de versões de Cole Porter e Tom Waits a composições de Chico Buarque, ao lado dos cinco instrumentistas da Banda das Perdidas. Muitas delas são complementares à trama, mas não o suficiente para tornar consistente a montagem. Estreou em 19/04/2011. De 17/06/2011 a 29/07/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Michelle Ferreira. Doze atores do Núcleo Experimental do Sesi inspiraram-se livremente no clássico de William Shakespeare para falar de arte, poder e vida. O príncipe da Dinamarca é apresentado como um portal de internet que detém centenas de informações e oferece múltiplas leituras. Estreou em 31/03/2011. Até 26/06/2011.
    Saiba mais
  • De Bráulio Mantovani. Em uma casa sombria, um cineasta (interpretado por Gustavo Machado) monta um documentário sobre seu falecido pai (o ator Ronney Facchini). Agora, manipulando as imagens, ele tem a chance de reescrever a relação dos dois. Dirigida por Laís Bodanzky, a montagem reproduz o clima noir para sustentar o mistério da trama e até consegue divertir, principalmente por causa do trio de atores, completado por Paula Cohen. O texto, no entanto, não é capaz de envolver o espectador e traz uma história que poderia render algo mais profundo e intrigante, além de pecar por apostar em soluções mirabolantes. Estreou em 26/03/2011. Até 26/06/2011.
    Saiba mais
  • Em sua nona edição, a Mostra Latino- Americana de Teatro de Grupo reúne doze companhias, onze delas latinas e uma convidada europeia. O evento, que começa na sexta (1º/8/2014), cresceu e ocupa seis espaços culturais da cidade (são duas salas no Centro Cultural São Paulo e quatro em unidades do CEU). Na programação, marcada por peças baseadas em fatos reais, destaca-se Galvarino, cartaz de sábado (2/8), às 21h, uma história do grupo Teatro Kimen sobre os índios mapuches, do sul do Chile. Outra boa pedida, Carnes Tolendas, do grupo argentino Banquete Escénico, tem vez em 5 de agosto. Trata-se aqui de um travesti que usa o palco para encenar sua dualidade. Todas as sessões estrangeiras são legendadas. A primeira trupe a se apresentar, na sexta (1º/8), às 18h, é a Clowns de Shakespeare, vinda de Natal, com Muito Barulho por Quase Nada, uma versão de Muito Barulho por Nada, do bardo inglês. Até 10/8/2014.
    Saiba mais
  • Grátis / Para crianças

    Reprise
    VejaSP
    Sem avaliação
    De Domingos Montagner e Fernando Sampaio. Os atores-palhaços Domingos Montagner e Fernando Sampaio, que formam o LaMínima, dificilmente perdem a mão. Neste espetáculo, Agenor e Padoca, seus personagens, pisam no palco e logo descobrem que foram chamados para a mesmíssima função, ou seja, ser o palhaço do circo. É a deixa para desfilarem um repertório de piadas ingênuas e esquetes cômicos capazes de fazer a plateia mirim rolar de rir. A melhor parte (infelizmente curtíssima) fica reservada para o fim. De ceroulas coloridas, os dois exibem destreza e humor em ótimos números acrobáticos. A apresentação integra a programação da mostra Teatro nos Parques. Estreou em 03/03/2007. Acontece dia 14/06/2011.
    Saiba mais
  • Resenha por Dirceu Alves Jr.: De Dulce Muniz. Filósofa e ativista política, a polonesa Rosa Luxemburgo (1871-1919) tornou-se um ícone do comunismo. Protagonizada por Sueli Andrade, a montagem repassa a biografia da mítica ativista e sua contribuição histórica. Estreou em 05/02/2011. Até 26/06/2011.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO