Política

Domingo de manifestações contra e a favor de Dilma Rousseff

Atos estão marcados para acontecer a patir das 14h na região da Avenida Paulista e no Largo da Batata

Por: Veja São Paulo

Manifestação Paulista quarta 16/3
Manifestação pró-impeachment ocorrida no dia 16 de março (Foto: Ricardo Matsukawa/Veja)

Em menos de um mês para a votação final do processo de impeachment de Dilma Rousseff, manifestações contrárias e a favor do afastamento definitivo da presidente estão marcadas para ocorrer em São Paulo e em outras capitais neste domingo (31). 

+ Julgamento final do impeachment deve ocorrer em 29 de agosto

Em São Paulo, segundo nota divulgada pela Polícia Militar, foram definidos os locais onde os grupos farão os protestos a partir das 14h. A maioria que pede a saída de Dilma Rousseff se concentrará nos arredores da Avenida Paulista. Os defensores da presidente afastada estarão na região do Largo da Batata, na Zona Oeste.

Paulista PT manifestação Dilma
Ato a favor de Dilma no dia 18 de março no vão-livre do Masp (Foto: Futura Press/Folhapress)

Duas entidades são as principais responsáveis pelas manifestações de hoje. O  Vem para a Rua, pró-impeachment, ficará nas ruas Itupeva, Pamplona, Campinas e Rio Claro. A Frente Povo Sem Medo e a Central Única dos Trabalhos (CUT), pró-Dilma, marcará presença no no Largo da Batata, na Zona Oeste.

Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) estimou que o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff começará em 29 de agosto. A informação foi divulgada por meio de uma nota neste sábado, 30.

A previsão foi feita com base em avaliações de técnicos do Senado e do STF. A votação deve se estender por uma semana. Respeitados os prazos do processo, o plenário deveria começar a votação no dia 26 de agosto. Mas foi feito um acordo com o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) para empurar a fase final do processo para três dias depois.

Fonte: VEJA SÃO PAULO