Terraço Paulistano

Doações para a ONG de Luciano Huck

Pop, famosos e doações

Por: Alvaro Leme - Atualizado em

Doações para a ONG de Luciano Huck Foto 2
Angélica e a sogra, Marta Grostein: Valentino míni (Foto: Cida Souza)

Houve quem achasse que, como Michael Jackson, ele deu um ótimo Hélio de la Peña. Ele, no caso, era o cantor Seu Jorge, que interpretou canções do rei do pop no evento mais badalado da semana, na última terça. Não empolgou muito no palco e, de cabelo alisado, ficou a cara do humorista do Casseta & Planeta. Tudo bem, afinal o objetivo era arrecadar dinheiro para o Instituto Criar, ONG de Luciano Huck, que comemorou cinco anos.

■ Apesar da chuva que parou a cidade, o Hotel Unique ficou lotado de personalidades — da calipígia dançarina Mirella Santos ao empresário João Paulo Diniz. Eram tantos famosos que o sempre assediado Jesus Luz, namorado de Madonna, ficou apagadinho.

■ Munidos de máquinas de cartão de crédito, modelos circulavam pela festa em busca de doações. Havia quem fizesse cara de paisagem ao cruzar com eles. A produtora Paula Lavigne pegou uma das maquininhas e pôs-se a intimar as celebridades. “Já dei 30 000”, respondeu o publicitário Nizan Guanaes, ao ser abordado. “Vamos lá, pegue a carteira do marido”, disse Paula para a cantora Claudia Leitte, que desembolsou 3 000 reais.

■ Angélica estava linda, para variar, num Valentino míni. O comprimento do vestido, no entanto, resultou em uma comparação maldosa com a estudante Geisy Arruda (a do vestido rosa curtíssimo da Uniban).

■ Saldo da noite: 2 078 580,00 reais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO