Lazer

Disney traz a São Paulo desfile do parque temático de Orlando

Sete carros alegóricos e onze veículos vão agitar as ruas da cidade na parada Momentos Mágicos

Por: Fernanda Nascimento - Atualizado em

Disney traz a São Paulo desfile do parque temático de Orlando Foto 2
O casal de ratinhos mais querido do mundo: primeira visita à cidade (Foto: Divulgação)

Sete carros alegóricos e onze veículos vão agitar as ruas da cidade na parada Momentos Mágicos, no próximo domingo (20). Cerca de 350 artistas, entre atores e bailarinos, vão desfilar os personagens mais queridos da Disney. O espetáculo começa às 10 horas e percorrerá cerca de 3 quilômetros no bairro de Santana, na Zona Norte. Saindo da Avenida Olavo Fontoura, a festa segue pela Avenida Santos Dumont e termina na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira. O público assistirá à apresentação da calçada. Além de Mickey Mouse, Minnie e sua turma, personagens de produções recentes como Piratas do Caribe e High School Musical estarão presentes. Mais de 100 000 dólares foram investidos em efeitos especiais para divertir as crianças, como explosão de confetes e bolhas de sabão. A fadinha do Peter Pan, Sininho, entrará voando sobre um carro alegórico.

O figurino dos 72 personagens foi confeccionado nos Estados Unidos e veio em contêineres de Orlando e de Los Angeles. Feito com um tecido que reluz ao sol, o vestido da Cinderela é o modelo mais caro e custou 35 000 dólares. Os carros alegóricos, construídos no Rio de Janeiro, foram projetados para aguentar o asfalto esburacado das cidades brasileiras. Produzida no Brasil pela primeira vez, a parada já passou pela capital fluminense e por Vila Velha, no Espírito Santo. “Mais de 500 000 pessoas participaram desses desfiles”, afirma Izael Sinem Jr., diretor de marketing da Nestlé, patrocinadora da festa. O espetáculo é semelhante ao que ocorre diariamente na Disney World, em Orlando — a última vez que um evento como este se deu fora dos parques temáticos foi há dez anos, na Cidade do México. Inicialmente, Mickey viria ao Brasil em uma versão tropical, com camisa havaiana e óculos escuros. Mas os organizadores daqui conseguiram garantir o ratinho em seu traje clássico, de calças vermelhas e fraque.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO