Comportamento

Pais depois dos 40: Ferdinando Antônio Guerra

Para ser pai pela segunda vez, o engenheiro investiu no físico e emagreceu 8 quilos

Por: Mauricio Xavier e Raquel Grisotto

Capa 2282 - Pais depois dos 40 - Ferdinando Antônio Guerra
Guerra: “percebi que precisava cuidar mais de mim” (Foto: Mario Rodrigues)

O engenheiro Ferdinando Antônio Guerra estava muito bem de saúde quando soube, em 2008, aos 48 anos, que seria pai pela quarta vez. Ainda assim, ficou preocupado — correu para o médico e pediu um check-up. “Percebi que precisava cuidar mais de mim”, diz Guerra. “Quero aumentar minhas chances de acompanhar o crescimento da caçula com a mesma disposição que tive no passado.” Além de Valentina, hoje com 4 anos, ele tem outras duas filhas: Nicole (9), do atual casamento, e Fernanda (18), de um casamento anterior.

+ Como é a vida dos pais que voltaram a encarar a paternidades depois dos 40

Guerra saiu do consultório com um bom diagnóstico e uma lista de tarefas para ajudá-lo a minimizar os riscos de problemas como hipertensão e colesterol. “Segui à risca todas as orientações”, afirma. “Em quatro anos, emagreci 8 quilos.” Para manter o peso, ele continua se alimentando de forma balanceada e frequenta a academia pelo menos quatro vezes por semana. Corre na esteira, faz spinning e musculação. “Passei a dormir duas horas a menos para incluir essas atividades em minha agenda”, conta.

Com 92 quilos e 1,80 metro de altura, ele não tem dúvidas de que seu esforço já foi recompensado. Há algumas semanas, foi apresentado ao primeiro namorado de sua filha mais velha com a seguinte frase: “Olha aí meu velhote, como é bonitão”. “Fiquei todo orgulhoso”, diz.

Fonte: VEJA SÃO PAULO