Mistérios da Cidade

Cresce procura por escolas de corte e costura

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Filipe Vilicic, Giovana Romani, Giuliana Bergamo e João Batista Jr.] - Atualizado em

Estudantes com um novo perfil têm lotado as principais escolas de corte e costura da cidade. São moças jovens, já mais ou menos encaminhadas na vida e – por que não? – prendadas. Nos cursos do Senac e da ProModa, por exemplo, a maioria das alunas tem menos de 30 anos. Uma em cada três não trabalha com moda e costura por puro prazer. "Quero fazer meus próprios vestidos", diz a professora de francês Grace Alves da Paixão (foto), aluna do Senac. "Se me der bem com as agulhas, deixo de ser refém de lojas e costureiras!"

Fonte: VEJA SÃO PAULO