Terraço Paulistano

Coronel Telhada propõe lei polêmica

Vereador do PSDB espera que todos os semáforos da cidade funcionem de maneira alternante

Por: Ricky Hiraoka e João Batista Jr.

Coronel Paulo Telhada
Telhada: barulho com lei sobre semáforos (Foto: Fernando Moraes)

Estreante na Câmara Municipal, o coronel Paulo Telhada, vereador pelo PSDB, fez barulho ao propor uma lei segundo a qual todos os semáforos da cidade deveriam ficar em amarelo piscante das 23 às 5 horas. Nas negociações com os colegas para ter a proposta aprovada, ele aceitou um adendo pelo qual a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) poderá decidir quais serão esses faróis, o que já acontece na prática. O texto foi enviado ao prefeito para aprovação.

Atualmente, a CET já define os semáforos que ficam piscando, na cor amarela. Em que sua proposta se diferencia exatamente? Hoje, todos os semáforos ficam ligados de madrugada, e a CET decide quais são os piscantes. Com a nossa lei, todos os faróis ficarão piscantes, e a companhia vai dizer quais não entram nessa regra. Ou seja, o contrário do que é hoje.

Então, para o senhor, não houve perda de tempo? Quando você é da oposição, ficam achando que sua proposta é uma porcaria, porque não foi ideia deles. Isso é comum. Mas os vereadores, inclusive os da bancada do governo, foram unânimes em me dizer que passam no vermelho quando estão dirigindo à noite, por medo de assalto. Até eu fui multado.

+ Naldo: 'As pessoas vão mais para me ver'

+ Fernanda Souza: operação lingerie

+ Rosangela Lyra pode deixar de comandar a Dior no país

+ Edifício do antigo Banco PanAmericano precisa de inquilino

Fonte: VEJA SÃO PAULO