Trânsito

CET instala ponto de inspeção veicular gratuita na Barra Funda

Para quem quer fazer a vistoria é só se dirigir à nova estação que tem capacidade para atender até trinta carros por dia

Por: Maria Paola de Salvo - Atualizado em

A partir de segunda-feira (29), todos os 4 milhões de veículos que circulam na cidade terão direito a um check-up mecânico gratuito. Basta que o motorista se dirija à nova estação de inspeção veicular da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), na Barra Funda. Inaugurada na semana passada, a unidade conta com mecânicos que vistoriam setenta itens, como pneus, motor e freios (veja quadro) O serviço, que custou 300 000 reais bancados pela iniciativa privada, tem capacidade de atender cerca de trinta carros por dia. Ficará aberto ao público uma semana por mês, das 9 às 17 horas. Nas outras três, será reservado para revisão de veículos do município, como as viaturas da CET. Depois de meia hora de avaliações, o dono do automóvel sairá da oficina com um diagnóstico completo. Poderá, então, dirigir-se a um mecânico de sua confiança para fazer eventuais reparos. Como a revisão ainda não é compulsória, quem não consertar as falhas apontadas ou fugir do teste não sofrerá nenhuma punição. "Este é apenas o pontapé inicial para a inspeção obrigatória", afirma o secretário municipal de transportes e presidente da CET, Alexandre de Moraes. "A idéia é instituí-la no ano que vem."

Até lá, a inspeção pode funcionar como uma forma de conscientização. Diariamente, a CET remove das ruas cerca de 700 veículos quebrados que atravancam o trânsito. Boa parte deles não passa por avaliações periódicas. Foi o que concluiu o site automotivo Webmotors depois de inspecionar 2 500 veículos durante todo o ano de 2007. Cerca de 40% deles apresentaram pelo menos uma falha mecânica. Correia dentada avariada foi o mais comum. "Se os carros com problemas saíssem de circulação, melhorariam o tráfego, a segurança no trânsito e a qualidade do ar", diz o presidente da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), José Edison Parro.

Enquanto a vistoria mecânica obrigatória não vem, a inspeção ambiental de picapes, vans e ônibus movidos a diesel está em vigor desde maio. Essa revisão mede as emissões de três poluentes: hidrocarbonetos, monóxido de carbono e dióxido de carbono. Até agosto, 6.928 veículos (de um total de 70.000) foram avaliados e 77% aprovados. Quem ultrapassou os limites estabelecidos pelo Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve) teve de corrigir os problemas para poder fazer o licenciamento. Segundo a Cetesb, ainda não é possível dizer se a inspeção melhorou a qualidade do ar. A partir de quarta (1º), os 230.000 caminhões terão de passar pela mesma revisão. Em 2009, será a vez dos carros movidos a gasolina e a álcool.

Fonte: VEJA SÃO PAULO