Aniversário

CCSP completa 30 anos

Confira a programação comemorativa e veja imagens, números e curiosidades sobre o centro cultural

Por: Leonam Bernardo, Pedro Katchborian e Taís Hirata - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O Centro Cultural São Paulo (CCSP), um dos mais importantes centros de arte da cidade, completa 30 anos neste domingo (13). Nas três décadas de funcionamento, o local reuniu mais de um milhão de itens museológicos catalogados, entre livros, discos, gibis e revistas, entre outros. Apesar do rico acervo, Ricardo Resende, diretor do CCSP há dois anos, diz que a função do espaço não é a de ser um museu. “Somos também um lugar de produção cultural. A perspectiva para os próximos 30 anos é tornar o CCSP uma referência em cultura contemporânea”, afirma.

+ Confira nossa galeria de imagens com os momentos marcantes do CCSP ao longo de seus 30 anos de história.

Além das diversas atrações oferecidas semanalmente, para Resende, o melhor programa para se fazer no CCSP é vir tomar sol em seu jardim suspenso. “É uma praia paulistana que pouquíssimas pessoas conhecem.” O diretor garante que o barulho da Rua Vergueiro não atrapalha e classifica a área como o “lugar mais prazeroso” do centro.

Para comemorar o aniversário, o CCSP preparou uma programação especial para este domingo. O destaque fica por conta de um concerto que mistura coro misto, solistas, conjunto de percussão e grupo de metais (às 12h), da contação de histórias (às 14h30) e de apresentações de teatro infanto-juvenis (a partir das 16h).

Além disso,está em cartaz a exposição Viva Elis. A montagem gratuita traz mais de 200 fotos da carreira da cantora, além de entrevistas, ingressos de shows, pôsteres e vídeos de apresentações ao vivo, entre outras instalações e objetos.

Devido ao concerto, excepcionalmente neste domingo (13) as bibliotecas e a discoteca do CCSP estarão fechadas.

+ Cinco lugares para ler HQs em São Paulo

+ Nove lugares para as crianças ouvirem histórias

+ Dez lugares para amantes das letras

+ Dez exposições imperdíveis

CCSP em números

- Atualmente, o espaço recebe cerca de 800 mil visitantes por ano.

- A Biblioteca Louis Braile, a maior dedicada a deficientes visuais, conta com mais de 6.000 livros adaptados.

- Na Discoteca Oneyda Alvarenga, é possível consultar 62.000 partituras de músicas nacionais e estrangeiras, 10.000 livros de música e 400 títulos de revista e recortes de jornais.

- A Gibiteca Henfil abriga 120 mil gibis, álbuns, livros e revistas temáticas.

- Em pesquisa realizada em 2008, descobriu-se que a faixa etária dos frequentadores do CCSP é de 15 a 30 anos.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO