Mistérios da Cidade

Casas noturnas investem em excelência no sistema de som

Hot Hot, D-Edge, Provocateur e Disco já aderiram ao Funktion-One

Por: Maurício Xavier [Com reportagem de Adriana Marmo, Flora Monteiro e Jéssika Torrezan]

2282 mistérios da cidade - sistema de som - guilherme picorelli d-edge
Guilherme Picorelli: responsável pelos equipamentos da D-Edge (Foto: Fernando Moraes)

Não basta ter ambiente descolado se o som não ajuda. Por isso, mais casas têm investido no Funktion-One, considerado a “Ferrari” das caixas acústicas.

+ Conheça dez das melhores casas noturnas de São Paulo

A primeira foi a Hot Hot, em 2009. Na sequência, a D-Edge, a recém-inaugurada Provocateur e a Disco aderiram à marca inglesa. “Seu mérito é reproduzir com precisão, sem distorções”, diz Guilherme Picorelli, responsável pelos equipamentos da D-Edge.

Os valores para a instalação são altos. A Disco, por exemplo, gastou 300.000 reais num conjunto com potência de 25.000 watts. Para os empresários, o investimento compensa. “Com esse sistema, fica mais fácil atrair DJs internacionais”, acredita Michel Saad, dono da Disco, que está em reforma e reabre no fim do mês.

+ Trackertower: novo point de moderninhos no centro

É possível alugar o equipamento para uma festa particular: sai por 5.000 reais na REZsolutions.

CONHEÇA O FUNKTION-ONE

O que é: marca dos sistemas de som mais modernos do mundo, criado por Tony Andrews e John Newsham.

Diferencial: pode ficar até doze horas no volume máximo, sem distorção.

Quem tem: Hot Hot, D-Edge, Disco e Provocateur.

Valor: varia de acordo com o projeto, mas não costuma ser inferior a 300.000 reais. O aluguel sai por 5.000 reais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO