Especial

Com 76 ambientes, Casa Cor mescla nomes consagrados e novos talentos

A 29º edição do evento de arquitetura e decoração, que começa na terça (26), aposta no tema da brasilidade

Por: Carolina Giovanelli - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Maior evento do gênero no país, a Casa Cor se caracteriza por inspirar quem deseja incrementar o lar por meio de um labirinto de cenários de sonhos elaborados por profissionais consagrados das áreas de arquitetura, decoração e paisagismo. Na 29ª edição da mostra, bambambãs desses setores, como Roberto Riscala, Dado Castello Branco e Esther Giobbi, vão dividir espaço com talentos emergentes da cidade e de outros estados. “Quisemos abrir as portas para a renovação”, afirma a jornalista Livia Pedreira, em seu primeiro ano na presidência do evento do Grupo Abril, que começa na terça (26) no Jockey Club, na Cidade Jardim, e vai até 12 de julho.

Um dos nomes em ascensão no mercado, Guto Requena, de 35 anos, criou um bar com vista para as pistas de cavalos. “Gosto de mexer com instalações interativas”, diz. Ele assinou trabalhos como a balada Hot Hot e a revitalização da casa noturna Disco, entre outros. Seu ambiente contará com a projeção nas paredes de frases pinçadas da internet em tempo real, relacionadas a emoções, a exemplo de amor, surpresa e alegria, formando uma espécie de mapa afetivo.

Casa Cor 2015 Adriana Giacometti
Adriana Giacometti: uma tela de 160 polegadas domina a pequena sala de cinema. A iluminação e o filme podem ser controlados por iPad ou celular. Para criar um clima de festa, dois globos espelhados descem do teto (Foto: Fernando Moraes)

Três temas guiam a Casa Cor deste ano: compartilhamento, o conceito de “menos é melhor” e a brasilidade, encontrada na abundância da cor verde e nos materiais e mobiliários nacionais das instalações. Há algum tempo na pauta da mostra, a questão da sustentabilidade aparece novamente, com iluminação totalmente de LED e reaproveitamento de recursos.

+ Comerciantes se dividem sobre projeto de ciclovia na Consolação

O jardim de Marcelo Faisal levou em conta a crise hídrica, com plantas que demandam pouca rega, e o projeto de uma calçada do paisagista Benedito Abbud está conectado com a ciclovia da região. Além disso, quem vier pedalando pagará meia-entrada e contará com um bicicletário. Confira a seguir alguns ambientes.

Casa Cor. Jockey Club de São Paulo. Avenida Lineu de Paula Machado, 875, Cidade Jardim, tel. 3037-6857. Terça a sábado, 12h às 21h30; domingo e feriados, 12h às 20h. R$ 48,00 (ter. a sex.), R$ 60,00 (sáb., dom. e feriados) e R$ 130,00 (passaporte para a entrada em todos os dias do evento). Grátis para crianças de até 12 anos. De terça (26) a 12 de julho. Estac. (R$ 15,00; c/manobr., R$ 30,00). www.casacor.com.br. Ingressos à venda on-line pelo site Blueticket.

Em tempo: antes no térreo, o restaurante do evento passa a funcionar no terceiro andar, com uma bela vista para o Jockey. Comandado pelo Grupo Ferraro, conta com bufê no almoço e jantar à la carte. É possível fazer reserva no site da Casa Cor.

Casa Cor Restaurante
Restaurante do evento: com uma bela vista (Foto: Divulgação)

Fonte: VEJA SÃO PAULO